Dana afirma que McGregor pode ser ‘reserva’ de Khabib e Poirier em caso de lesão no UFC 242

Presidente do Ultimate relata que irlandês está em forma e pode estar presente no card de setembro, caso um dos desafiantes ao título esteja incapacitado de lutar

C. McGregor pode ser reserva do UFC 242. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

Mesmo sem lutar há mais de nove meses, a relação de Conor Mcgregor com o presidente do UFC, Dana White, não se abala. A amizade e respeito construídos nos últimos anos fez com que o irlandês tenha algumas regalias acima de outros atletas da organização. Em sua última coletiva, após o UFC 240, Dana revelou que o ex-campeão dos penas (até 65,7kg.) e leves (até 70,3kg.) pode ser o ‘reserva’ imediato no combate principal do UFC 242, em setembro, caso um dos desafiantes ao título dos leves esteja impossibilitado de lutar.

Veja Também

Após derrotar Pantoja, Deiveson mira Cejudo: ‘Consigo nocautear antes do terceiro round’
Max Holloway evita comparações com José Aldo: ‘Ele ainda é o cara’
Presidente do Bellator parabeniza Cyborg após vitória da brasileira no UFC 240

“Conversei com Conor (McGregor) na última semana. Ele quer voltar a lutar e está de olho no mês de setembro, e como as coisas vão acontecer até lá. Eu estive pensando que, até o momento, Khabib (Nurmagomedov) e (Dustin) Poirier vão lutar. Mas todos nós sabemos como são as coisas no MMA. Tudo pode acontecer, e normalmente acontece. Por isso acho que é uma questão de esperar os acontecimentos e ver se aparece alguma para que ele possa preencher alguma vaga que apareça”, confessou White.

Caso o imprevisto aconteça, Conor estaria passando à frente de Tony Ferguson, a quem o presidente já havia declarado que estaria em primeiro lugar da fila para encarar o vencedor entre Khabib e Dustin. Desde que derrotou José Aldo, em 2015, e começou a cumprir todas as promessas que havia realizado no mundo do MMA, McGregor se tornou uma espécie de cupom dourado. Em todos os cards em que é inserido, a rentabilidade do evento aumenta consideravelmente.

Conor, inclusive, esteve envolvido, em uma super luta envolvendo o lendário campeão mundial de boxe, Floyd Mayweather, ocorrida em 2017 e que rendeu às partes cifras milionárias. O irlandês saiu derrotado do confronto, mas conseguiu uma estabilidade financeira na qual permitia que o atleta não precisasse mais lutar em sua vida. O espírito de competição, no entanto, falou mais alto e Conor decidiu retornar ao UFC.

Em seu último combate, Conor foi derrotado por Khabib Nurmagomedov em outra luta que quebrou recordes de audiência. Na ocasião, o irlandês foi finalizado pelo russo e perdeu a chance de recuperar seu cinturão.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário