Após derrotar Pantoja, Deiveson mira Cejudo: ‘Consigo nocautear antes do terceiro round’

Responsável, junto com Alexandre, por uma das lutas mais emocionantes do UFC 240, Figueiredo mostra confiança em eventual confronto com campeão

A. Pantoja (esq.) e D. Figueiredo (dir.) no UFC 240. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

O brasileiro Deiveson Figueiredo está com a moral elevada dentro do Ultimate. Após bater o compatriota Alexandre Pantoja no último sábado (27), pelo UFC 240, no Canadá, o peso mosca (até 26,7kg.) está confiante que pode colocar fim no reinado do atual campeão da divisão, Henry Cejudo. A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Fighting’ após o combate do último final de semana.

Veja Também

Presidente do Bellator parabeniza Cyborg após vitória da brasileira no UFC 240
Max Holloway evita comparações com José Aldo: ‘Ele ainda é o cara’
Após bater Spencer, Cyborg pede revanche contra Amanda para janeiro

“Eu acho que ele (Henry Cejudo) está ficando com medo. Ele sabe que está chegando um cara que pode derrotá-lo. Eu consigo nocauteá-lo em antes do terceiro round”, afirmou Deiveson.

A diretoria do Ultimate, porém, já havia sinalizado que o próximo desafiante ao título da categoria seria o vencedor do confronto entre Joseph Benavidez e Jussier Formiga, realizado no final de junho. Na ocasião, o norte-americano saiu vencedor no combate e, além de bater o brasileiro, garantiu o primeiro lugar no ranking da divisão, atrás apenas do detentor do cinturão.

Na condição de desafiante número um, Benavidez, no entanto terá de aguardar a recuperação de Henry, que passou por uma cirurgia para corrigir uma lesão no ombro sofrida no seu último combate, quando encarou Marlon Moraes em sua segunda defesa de cinturão. A luta de Cejudo, seja contra Joseph ou com Figueiredo, pode acontecer apenas no ano que vem.

Acompanhado pelo folclórico Wallid Ismail, o Deiveson também comentou sobre sua vitória sobre Pantoja, que, antes do combate, figurava na terceira posição no ranking da categoria, enquanto Figueiredo se encontrava em quarto.

“Eu estava pronto para matar um leão esta noite. Quando vejo o sangue no rosto do meu oponente, tenho vontade de matá-lo. Quero partir logo para o nocaute ou finalização”, declarou o brasileiro.

O combate de três rounds entre Figueiredo e Pantoja representou a terceira luta do card preliminar e foi eleita por membros da diretoria do UFC como a melhor da noite. Em resultado disso, os dois atletas receberam o bônus de US$50 mil (cerca de R$190 mil) da organização.

 

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments