Max Holloway evita comparações com José Aldo: ‘Ele ainda é o cara’

Após terceira defesa de cinturão, havaiano mostra humildade e adota cautela ao ser questionado se já estaria no mesmo patamar do ex-campeão dos penas

M. Holloway em coletiva após UFC 240. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Max Holloway é o principal nome entre os pesos penas do Ultimate nos últimos anos. Após realizar mais uma bem-sucedida defesa de cinturão ao bater o norte-americano Frankie Edgar, neste sábado (27), pelo UFC 240, em Edmonton (CAN), o atleta, no entanto, evitou comparações com o ex-campeão da categoria, José Aldo. A declaração foi feita em entrevista na coletiva após o evento. O triunfo representou a terceira defesa de cinturão de Max.

Veja Também

Após bater Spencer, Cyborg pede revanche contra Amanda para janeiro
Vídeo: Assista os melhores momentos de Max Holloway x Frankie Edgar no UFC 240
Duelo brasileiro entre Deiveson e Pantoja é eleito ‘Luta da Noite’ no UFC 240

“Estou tentando ser uma lenda. Quero ser o melhor peso por peso do mundo. Tenho que continuar trabalhando. (José) Aldo ainda é o cara. Ele ainda tem o maior número de vitórias, ele tem mais defesas de cinturão. Então, até eu bater esses recordes, não posso ter esse tipo de conversa”, declarou Holloway.

O havaiano é um fã declarado do manauara, a quem bateu por duas oportunidades; ambas em 2017. Na primeira vez que dividiu o octógono com o brasileiro, Max foi o responsável por tomar a cinta de José. Enquanto foi o número um absoluto da divisão, o ‘Campeão do Povo’ defendeu seu título em sete oportunidades. O reinado de Aldo durou mais de quatro anos e teve fim após o fatídico encontro com Conor McGregor, em 2015, quando o brasileiro brutalmente nocauteado em menos de 20 segundos de combate.

Max também falou sobre a vontade de realizar mais um embate ainda em 2019. Segundo o atleta, no entanto, a possibilidade de uma nova defesa de título está condicionada à sua aprovação nos exames médicos de rotina que são realizados após todos os eventos do UFC. Na entrevista, Holloway sinalizou que estaria disponível para mais um embate na primeira semana de dezembro e o possível adversário poderia ser o último algoz de Aldo, Alexander Volkanovski.

Recentemente o campeão dos penas se aventurou na divisão dos leves (até 70,3kg.) para tentar conquistar o cinturão interino da categoria. No duelo ocorrido em abril, Holloway encarou o norte-americano Dustin Poirier e acabou derrotado na decisão unânime dos juízes. O embate, porém, foi muito parelho. A derrota para Poirier colocou fim em uma série de vitórias que durou 13 embates. Entre os penas, no entanto, Max permanece sem ser derrotado. Seu último revés pela divisão aconteceu em 2013, há quase seis anos, quando o atleta perdeu para Conor McGregor na decisão unânime dos juízes.

Aos 27 anos, Holloway soma 23 combates em sua carreira, com 20 triunfos e apenas três reveses.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário