Borrachinha vence guerra contra Romero no UFC 241 e fica próximo do cinturão

No duelo entre juventude e experiência, o brasileiro levou a melhor na decisão unânime num duelo que levantou o público

P. Borrachinha (foto) vence Y. Romero. Foto: Reprodução/Twitter @ borrachinhaMMA

Valeu a pena esperar! Paulo Borrachinha e Yoel Romero presentearam o público um espetáculo digno de um grande evento. Após três rounds muito disputados, Paulo Borrachinha teve seu braço levantado na decisão unânime dos juízes. Com o triunfo, o brasileiro se aproxima de uma futura disputa de cinturão no peso médio. O duelo foi atração no UFC 241, realizado neste sábado (17), em Anaheim (EUA).

Veja Também

Vídeo: Assista à vitória de Borrachinha sobre Romero no UFC 241
Miocic devolve nocaute em Cormier e recupera cinturão dos pesados no UFC 241
Promessa dos galos, Cory Sandhagen derrota Raphael Assunção no UFC 241

Apesar de o combate entre Cormier e Miocic ser o duelo principal da noite, a luta entre Paulo e Yoel era, certamente, uma das mais aguardadas do card. Em três oportunidades, o combate entre os atletas foi cancelado, porém, neste final de semana, os combatentes finalmente puderam trocar forças e tirar a prova de quem se sairia melhor em um confronto.

Além de atuar contra o número dois do ranking dos médios (até 83,9kg.), Borrachinha (7º) colocava em jogo uma invencibilidade que, agora, dura 13 compromissos. Romero lutava para conseguir uma nova chance de conquistar o título da divisão.

Durante os três rounds, os atletas se desafiaram e foram capazes de levantar o público presente na arena. O combate se desenrolou de forma equilibrada, mas, na opinião dos juízes do combate, o brasileiro foi mais eficaz e mereceu sair vitorioso dos Estados Unidos. Após o anúncio do resultado, Romero ficou inconformado e quase deixou o octógono, mas depois mostrou esportiva e abraçou o rival.

Agora, Paulo deverá aguardar o resultado do combate entre os campeões Robert Whittaker e Israel Adesanya na luta pela unificação do cinturão dos médios. O combate está agendado para o UFC 243, em 6 de outubro.

A luta

O duelo começou com Borrachinha tomando a iniciativa aplicando dois chutes seguidos, que foram esquivados pelo cubano. Romero respondeu, também com um chute alto, atingindo o brasileiro, mas Paulo não acusou o golpe. O brasileiro soltou uma bomba que explodiu na guarda de Yoel, que, novamente respondeu com um cruzado, derrubando Paulo, mas o mineiro se levantou rapidamente. O duelo permanecia tenso, com Borrachinha lançando golpes, enquanto Romero se esquivava na grade. O mineiro permanecia caminhando na direção do oponente, mas Yoel permanecia se protegendo e perigoso nos contra-ataques. Passados três minutos, Romero paralisou o combate acusando um golpe baixo do brasileiro. O atleta, então, tinha cinco minutos para se recuperar. No retorno, Paulo continuou atacando Romero, mas corria perigo com os golpes de resposta aplicado pelo rival. Os dois atletas mostravam muita resistência em absorver as investidas potentes um do outro. Uma canhota perigosa de Yoel bateu com força no rosto de Paulo, que se afastou, mas logo se recuperou. Após um round agitado, o tempo encerrou.

Na segunda etapa, Romero iniciou desferindo um chute alto, defendido pelo brasileiro. Borrachinha permanecia muito agressivo ao desferir socos e chutes que tocavam o corpo do cubano, mas o atleta mostrava uma impressionante resistência para continuar ativo no combate. Após dois minutos, Yoel começou a provocar o brasileiro e mostrar a língua, dando a entender que os golpes não surtiam efeito. No entanto, a fisionomia de Romero já não era tão tranquila. Sempre que atacava, o cubano continuava a apresentar perigo em Paulo. Alguns jabs de Romero começavam a tocar o rosto do mineiro, que já não golpeava tanto como no início. Mais cansado, Borrachinha começava a errar os golpes e o adversário se aproveitava da situação desfavorável. Yoel permanecia pontuando com jabs e diretos, que atingiam o rosto do brasileiro. No fim, o cubano ainda conseguiu uma boa queda sobre Paulo, mas o cronômetro zerou.

Na etapa final, mais cansados, os atletas economizavam nos ataques, mas ainda permaneciam caminhando para a luta. Um uppercut balançou Borrachinha, mas o brasileiro mostrava muita valentia e continuava partindo para cima. O combate foi interrompido, desta vez por conta de um dedo no olho de Yoel. O médico do Ultimate avaliou o atleta e permitiu que o combate continuasse. No retorno, o mineiro aplicou um bom chute baixo em Romero e, em seguida, aplicou um cruzado no rosto do cubano, que, novamente, mostrou a língua para Paulo. O brasileiro voltou a insistir em socos na linha de cintura de Yoel. Novamente, Romero respondeu e aplicou um jab e direto, que explodiram no rosto do brasileiro. Desta vez, Borrachinha respondeu à provocação mostrando a língua para o oponente. No minuto final, Paulo já mostrava sinais de cansaço e começou a receber diversos golpes de Romero. No fim, Yoel conseguiu uma queda, mas logo Paulo se levantou. Quando iam começar a entrar em trocação franca, o duelo foi encerrado.

Resultados do UFC 241

CARD PRINCIPAL

Peso pesado (até 120,2kg.): Daniel Cormier x Stipe Miocic – luta por cinturão

Peso meio-médio (até 77kg.): Anthony Pettis x Nate Diaz

Peso médio (até 83,9kg.): Paulo Borrachinha derrotou Yoel Romero na decisão unânime dos juízes (29-28 29-28 29-28)

Peso-pena (até 65,7kg.): Sodiq Yusuff derrotou Gabriel Benítez por nocaute a 4m14s do R1

Peso-médio (até 83,9kg.): Derek Brunson derrotou Ian Heinisch na decisão unânime dos juízes (29-28 29-28 29-28)

CARD PRELIMINAR 

Peso leve (até 70,3kg.): Khama Worthy derrotou Devonte Smith por nocaute a 4m15s do R1

Peso galo (até 61,2kg.): Cory Sandhagen derrotou Raphael Assunção na decisão unânime dos juízes (30-27, 29-28, 30-27)

Peso leve (até 70,3kg.): Drakkar Klose derrotou Christos Giagos na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso galo (até 61,2kg.): Casey Kenney derrotou Manny Bermudez na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

Peso palha (até 52,1kg.): Hannah Cifers derrotou Jodie Esquibel na decisão unânime dos juízes (30-28, 30-27, 30-27)

Peso galo (até 61,2kg.): Kyung Ho Kang derrotou Brandon Davis na decisão dividida dos juízes (29-28 28-29 29-28)

Peso mosca (até 56,7kg.): Sabina Mazo derrotou Shana Dobson na decisão unânime dos juízes (30-25, 30-24, 30-25)

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments