Campeão de novo, Miocic disse que não se incomoda por ser considerado azarão: ‘Estou acostumado’

Após bater Cormier em revanche, peso pesado afirmou que não se incomoda com desdém por parte de atletas e diretoria sobre uma possível derrota no UFC 241

S. Miocic em coletiva de imprensa. Foto: Reprodução/YouTube UFC

O norte-americano Stipe Miocic realizou um grande feito neste sábado (17), pelo UFC 241, em Anaheim (EUA). O atleta, além de bater o ex-campeão Daniel Cormier, recuperou seu cinturão, perdido há um ano e, de quebra, colocou fim em uma invencibilidade de quase cinco anos em seu rival. O novo detentor do título, no entanto, acabou sendo considerado o ‘azarão’, na maior parte das casas de apostas, no entanto, o atleta afirmou que esse tipo de situação não o incomoda. A declaração foi feita em entrevista coletiva após o evento.

Veja Também

“Eu estou acostumado com isso. Eu não me importo”, disse Stipe.

O lutador foi questionado sobre como ele encarava as diversas especulações no meio da imprensa e nos bastidores do MMA sobre uma terceira luta de Daniel Cormier e Jon Jones, caso DC saísse vencedor do combate. As suposições ocorriam sem, muitas das vezes, ao menos ser considerada a possibilidade de que Miocic pudesse, de fato recuperar seu cinturão em sua tão aguardada revanche.

Para muitos, a vitória de Daniel era apenas uma questão de tempo e um novo confronto entre ele e ‘Bones’ poderia estar engatilhado por parte da companhia, uma vez que Cormier e Jones já haviam declarado por meio de redes sociais e entrevistas o desejo de reeditar os combates na categoria dos pesados (até 120,2kg.).

Na entrevista, Stipe evitou falar sobre seu novo compromisso, agora, como campeão. O atleta rebateu as perguntas dizendo apenas que gostaria de descansar e aproveitar momentos de lazer. No entanto, quando foi direcionada uma pergunta envolvendo Jon Jones, o atleta afirmou que não escolhe desafiantes.

“Eu sempre disse que luto contra qualquer pessoa”, afirmou Miocic, sem se aprofundar no assunto.
O triunfo sobre Cormier marcou a 19ª vitória do norte-americano, que hoje tem 36 anos. O atleta estava sem atuar desde que perdeu o cinturão para o próprio Cormier, em julho do ano passado.

Podcast #033: As vitórias de Marina Rodriguez no UFC e Tyson Fury no Boxe + ex-campeão preso

Comentários

Deixe um comentário