Próximo de duelo contra Khabib, Dustin Poirier afirma que não teme quedas aplicadas por rival

Campeão interino dos leves, atleta diz que tem plano traçado para derrotar russo e que foco é em ferir oponente

D. Poirier (foto) D. Poirier posa com seu cinturão. Foto: Reprodução/Instagram @dustinpoirier

Um dos combates mais aguardados do ano é o encontro entre Khabib Nurmagomedov (campeão linear) e Dustin Poirier (caméão interino), que acontece em 7 de setembro, no UFC 242 e marca a unificação do título dos leves (até 70,3kg.). O russo é conhecido pela sua alta capacidade de aplicar quedas em seus adversários, mas, no entanto, a especialidade do rival não preocupa Dustin. Em entrevista recente ao ‘MMA Junkie’, o norte-americano falou sobre suas expectativas para o duelo.

Veja Também

Elvis Silva conquista cinturão do Shooto Brasil e pede chance no UFC São Paulo
VÍDEO: Assista a finalização de Khonry, filho de Royce Gracie, no Bellator 225
Filho de Royce Gracie finaliza pela 1ª vez no Bellator 225; Lutadora que protestou pela Amazônia nocauteia

“Eu não estou preocupado com as quedas dele. Eu preciso machucar esse cara. Essa é uma das partes mais importantes do meu treinamento. Me colocar em uma boa posição para vencer os rounds e ganhar a luta”, comentou Poirier. “Tenho que ficar longe da grade, me levantar do chão. Mas, ao mesmo tempo, eu tenho que fazer isso (machucar Khabib)”, disse o lutador.

Embora Poirier esteja vindo de uma grande vitória na carreira, quando bateu o campeão dos penas (até 65,7kg.), Max Holloway, em uma peleja que empolgou os entusiastas do MMA, em abril, pelo UFC 236, válida pelo cinturão interino dos leves, o atleta, desta vez, terá um desafio diferente. Além de ter o dever se tornar o mais novo detentor do título de sua divisão, o norte-americano terá a obrigação de se tornar o primeiro homem a bater Nurmagomedov, invicto em sua carreira profissional em 27 duelos disputados.

“Eu tenho a oportunidade de fazer história e conseguir algo que nunca foi feito. Estou focado nisso. Eu estou contente que eu tenha me colocado nessa condição de ter que mostrar ao mundo o quão bom eu sou. Fazer história. É disso que se trata”, afirmou Dustin.

Apesar das dificuldades que irá enfrentar ao dividir o octógono com o russo, Poirier pode tentar tirar vantagem do tempo em que o russo não realiza um embate profissional. O campeão linear atuou pela última vez em outubro do ano passado, quase um ano atrás. O atleta cumpriu uma suspensão de nove meses após a confusão ocorrida depois de sua vitória sobre Conor McGregor, no UFC 229. Na ocasião, quando finalizou o irlandês, Nurmagomedov saltou a grade de contenção e tentou agredir um dos membros da equipe de Conor, causando uma confusão geral no octógono.

Em setembro, Poirier tentará conquistar sua 26ª vitória na carreira, que, hoje, soma 30 combates e cinco derrotas. O norte-americano atravessa um ótimo momento no MMA. Sua última derrota aconteceu em setembro de 2016, quando foi batido pelo compatriota, Michael Johnson. Desde então, o atleta realizou seis confrontos, vencendo cinco e uma luta sem resultado.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments