Após desistência de Colby, Leon Edwards pede chance pelo título: ‘Que se dane ele!’

Inglês se coloca à disposição para enfrentar Usman na luta pelo cinturão dos meio-médios

L. Edwards (foto) em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Twitter @ufceurope

A disputa pelo cinturão dos meio-médios (até 77kg.) realmente se tornou uma novela. Após se provocarem e declararem publicamente a antipatia um pelo outro, Kamaru Usman (campeão) e Colby Covington não parecem estar próximos de um acordo para oficializarem o aguardado duelo. Correndo por fora, no entanto, Leon Edwards pediu passagem e solicitou que pudesse enfrentar o nigeriano, já que Colby negou o último contrato oferecido por não considerar justo as cifras estabelecidas. Em entrevista recente ao ‘MMA Fighting’ Leon pediu a chance de lutar pelo título.

Veja Também

“Que se dane Colby Covington! Eu não gosto do Colby. Não me importo com o que ele está fazendo. Meu negócio é conquistar a chance de lutar pelo cinturão. Vamos reeditar a luta entre mim e Kamaru. Nós temos as maiores vitórias na divisão. Nós somos os dois melhores da categoria. Vamos fazer isso”, disse Leon.

Enquanto o inglês acumula oito triunfos consecutivos, o último sobre o brasileiro, Rafael dos Anjos, em julho deste ano, os números do nigeriano impressionam ainda mais. Kamaru, atualmente, vem de 14 vitórias seguidas e nunca foi sequer derrotado no UFC. Seu único revés aconteceu em 2013, quando foi finalizado pelo norte-americano Jose Caceres.

Usman e Edwards são antigos conhecidos. Os lutadores já tiveram a oportunidade de dividir o octógono uma vez, em encontro válido pelo UFC Orlando, em dezembro de 2015. Na ocasião, o nigeriano levou a melhor e derrotou o rival na decisão unânime dos juízes.

A derrota para Kamaru foi a última da carreira de Leon, que se diz pronto para reverter o antigo resultado e se tornar o novo campeão da categoria.

“Para mim seria perfeito. Seria como um conto de fadas. Enfrentar o último homem que me derrotou em uma luta pelo cinturão”, disse Leon, que ainda mandou um recado para o número um: ‘Nós lutamos anos atrás, vamos fazer isso de novo para que eu possa te tomar esse cinturão”, finalizou o inglês.

Aos 28 anos, Edwards soma 19 combates em sua carreira profissional, com 16 triunfos e um revés.

Usman, 31, por sua vez, tem 16 pelejas, com 15 vitórias e uma derrota.

Comentários

Deixe um comentário