Ben Askren aconselha McGregor a enfrentar Poirier: ‘Aceite a luta e vá ser feliz’

Norte-americano afirma que dinheiro fez com que irlandês perdesse o foco e garante que atleta não está mais no auge

B. Askren em entrevista. Foto: Reprodução/YouTube ESPN MMA

O meio-médio (até 77kg.) Ben Askren aconselhou que Conor McGregor aceite o recente desafio de Dustin Poirier e oficialize seu retorno ao MMA. Após perceber a ânsia do irlandês em voltar a lutar, o norte-americano recomendou que o atleta pare de tentar escolher adversários e encare o ex-campeão interino, recentemente derrotado por Khabib Nurmagomedov, e seja feliz. O atleta fez a declaração em sua conta oficial no Twitter.

Veja Também

Após desistência de Colby, Leon Edwards pede chance pelo título: ‘Que se dane ele!’
Poirier desafia McGregor, que responde: ‘Diga que sou o melhor e pensarei no assunto’
Jacaré sobe de divisão e encara top 5 dos meio-pesados na luta principal do UFC São Paulo

“Você não quer ser amassado por Khabib novamente. Aceite a luta contra Poirier e seja feliz. E seja mais respeitoso com pessoas mais velhas”, disse Askren.

Ao citar o russo, o norte-americano faz referência à última atuação de Conor, que aconteceu em outubro do ano passado em duelo válido pela disputa do cinturão dos leves (até 70,3kg.). Na ocasião, McGregor foi dominado pelo rival e acabou sendo finalizado no terceiro round.

O ex-campeão do ONE FC também fez questão de ‘cutucar’ o irlandês fazendo referência à última polêmica envolvendo o astro do Ultimate, quando Conor foi flagrado agredindo um senhor de 50 anos em um pub na Irlanda. Após o incidente, o ex-campeão dos penas e leves foi duramente criticado por diversas pessoas no meio das artes marciais mistas, o que resultou em um raro momento de lucidez, onde, em uma entrevista, o irlandês admitiu a culpa e se disse arrependido pelo episódio.

O desafio de Poirier a Conor veio em um momento propício para o lutador. Sem luta agendada e com a maioria de seus possíveis oponentes com duelos marcados, enfrentar Dustin, atual segundo colocado no ranking dos leves, não seria mau negócio. O norte-americano acabou de sair de uma disputa de cinturão e almeja o mesmo que Conor: uma chance de voltar a buscar o título.

Sobre uma nova oportunidade de ostentar o cinturão, Askren também comentou que acredita ser difícil ver o ‘Notório’ reassumindo o posto de ‘número um’. Para Ben, a fama e dinheiro em excesso fizeram mal ao atleta, que se deixou levar para um caminho sem retorno.

“Vamos falar sério: Conor McGregor fez muito dinheiro para um dia desejar voltar a treinar no nível de um campeão mundial. Ele não está ficando mais jovem. Aqueles tempos já passaram”, publicou Askren.

Aos 31 anos, Conor tem atuado pouco no MMA. O atleta, que soma 25 lutas em sua carreira, com 21 triunfos e quatro derrotas, recentemente, tem sido manchete fora das artes marciais mistas. O atleta tem sido protagonista de polêmicas, entre elas: uma acusação de abuso sexual e agressão.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário