Felder propõe nova luta a Edson Barboza, mas com condição: ‘Quero um combate de cinco rounds’

Norte-americano usa rede social para comentar sobre resultado controverso de combate contra brasileiro no último fim de semana e cogita trilogia

E. Barboza (esq.) encara P. Felder (dir.) no UFC 242. Foto: Reprodução/YouTube MMACrazyTV.com

Um dos assuntos mais comentados sobre o UFC 242 foi o polêmico resultado da luta co-principal do evento entre Edson Barboza e Paul Felder. Na ocasião, o norte-americano foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes, o que provocou vaias por parte do público presente no local. Ciente do fato, Paul usou sua conta oficial no Instagram para justificar o combate e propor uma trilogia contra o friburguense.

Veja Também

Ben Askren aconselha McGregor a enfrentar Poirier: ‘Aceite a luta e vá ser feliz’
Após desistência de Colby, Leon Edwards pede chance pelo título: ‘Que se dane ele!’
Poirier desafia McGregor, que responde: ‘Diga que sou o melhor e pensarei no assunto’

“(A luta) foi uma guerra. Uma luta próxima entre duas pessoas habilidosas que queriam acabar uma com a outra. Só tenho respeito pelo Edson (Barboza). Nós dois saímos e lutamos para entreter os fãs”, escreveu Felder.

Após elogiar o combate e seu rival, o norte-americano, então, aproveitou para comentar sua visão do duelo. Para Paul, embora a peleja tenha sido equilibrada, ele enxergou que somou os melhores momentos durante toda a disputa.

“Eu o persegui em toda a luta. Eu não parei durante o embate inteiro. Quando ele me derrubou, ele tomou prejuízo. Eu sofri um corte devido à uma cabeçada. Edson foi cortado por conta de meus socos. Nós dois nos agredimos durante a luta que quem quer que tenha saído com a derrota, ficaria compreensivelmente chateado; mas os números não mentem”, afirmou o norte-americano.

Paul, então fez o convite para um novo confronto. No entanto, o atleta fez uma ressalva para o agendamento de um novo duelo.

“Se precisarmos fazer de novo, eu ficaria feliz. Mas essa trilogia precisa ser de cinco rounds, porque alguém estava prestes a desistir e este alguém não era eu. Se os fãs e o Edson precisam de um tira-teima para isto, então é quero uma luta principal”, finalizou Felder.

O encontro dos atletas representou a reedição de um confronto ocorrido em 2015, há quatro anos. Na ocasião, o brasileiro levou a melhor sobre o rival na decisão unânime dos juízes. Um novo compromisso, então, marcaria o desempate, já que cada um soma um triunfo sobre o outro.

Com a vitória sobre Barboza, Felder conseguiu saltar três posições no ranking dos leves (até 70,3kg.) e, atualmente, figura na sétima colocação; posto ocupado anteriormente pelo friburguense. O revés fez com que Edson caísse para a nono na lista da elite da categoria.

A derrota no último final de semana fez com que a equipe de Edson entrasse com recurso para tentar reverter o resultado da batalha.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário