De volta neste sábado, Michel Pereira não arrisca resultado, mas garante: ‘Vou dar show’

Brasileiro que chamou a atenção em belo nocaute em sua estreia pelo Ultimate acredita quer dar espetáculo contra Tristan Connelly

M. Pereira em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

O brasileiro Michel Pereira mal estreou no Ultimate e já está escalado para integrar um card principal da companhia. Neste sábado (14), o atleta será um dos representantes tupiniquins no UFC Vancouver, no Canadá. O lutador irá enfrentar Tristan Connely e, para o combate, espera, novamente, impressionar os entusiastas de MMA. Em entrevista ao ‘Combate’, o paraense falou sobre a expectativa para o confronto.

Veja Também

Augusto Sakai é favorito no card preliminar do UFC Vancouver
Como assistir o UFC Vancouver AO VIVO pela televisão e internet
Weili Zhang provoca ex-campeã, Joanna Jedrzejczyk: ‘Não é tão boa quanto costumava ser’

“Como acaba (a luta), eu não sei. Para você entender, eu não tenho estratégia. ‘Olha, estudei o cara, ele é ruim de chão. Vou jogar ele no chão’. Comigo não tem isso. Do jeito que a música tocar, eu danço. Pode esperar que vou tentar dar show”, afirmou o lutador.

O lutador, que vem sendo, aos poucos, mais conhecido pelos fãs brasileiros afirma que tentará trazer ao Ultimate seu estilo diferenciado de encarar o combate. O atleta é famoso pelos golpes plásticos que são capazes de surpreender seus oponentes e levantar o público.

“Vou tentar fazer meu melhor, mostrar coisas que creio que os fãs nunca viram. Tenho certeza que nunca viram, porque eu que criei. Têm coisas que nunca fiz em eventos, algumas que fiz em outros eventos e já viram. Podem esperar que será uma grande luta, um grande show”, disse Michel.

Pereira, que vem sendo chamado de ‘Paraense Voador’, estreou no Ultimate em maio deste ano. Logo em seu primeiro compromisso, surpreendeu o público que acompanhava o UFC Rochester. No confronto contra Danny Roberts, o brasileiro conectou, logo no início do combate, uma joelhada voadora, abalando o oponente e resultando em um posterior nocaute.

No campo do entretenimento, Michel afirmou se inspirar em Anderson Silva e, inclusive, comentou que tem a expectativa de carregar o legado deixado pela lenda dos médios (até 83,9kg.) para que este estilo de combate permaneça vivo.

“Por fazer parte da nova geração do MMA, penso em dar continuidade ao trabalho que o Anderson Silva fez. Penso em voltar àquele calor humano de quando tinha luta, do pessoal parar para se reunir e assistir. Penso em levar o legado que o Anderson passou a vida toda construindo no MMA, que foi aquele de dar show, deixar a galera na expectativa do que ele ia fazer. Me sinto no dever de dar continuidade ao trabalho que o Anderson fez muito bem feito”, finalizou o paranaense.

Aos 25 anos, o lutador tem 32 combates em sua carreira profissional, com 23 vitórias e nove derrotas

O oponente de Pereira, Tristan, de 33, tem 19 lutas, com 13 triunfos e seis reveses. O canadense realizará sua estreia pelo Ultimate.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments