Adesanya não espera dificuldades contra Whittaker: ‘Vou anulá-lo com facilidade’

Nigeriano mostra confiança contra adversário do UFC 243 pela unificação do título dos médios na próxima semana

I. Adesanya em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/Youtube ufc

Que Israel Adesanya tem se mostrado a cada desafio um lutador competente e, sobretudo, confiante, não há dúvidas. Para seu próximo compromisso, então, não seria diferente. Contra Robert Whittaker, em combate válido pelo UFC 243, em 5 de outubro, o nigerino afirmou que passará pelo desafio sem maiores problema. A declaração foi feita em entrevista recente na coletiva de promoção do evento.

Veja Também

Khabib deve fazer nova luta em fevereiro ou março, diz jornalista do Ultimate
Minotauro diz que irmão deve se aposentar após próximo compromisso com o Ultimate
Adesanya não se importa com provocações de Borrachinha: ‘Tenho uma tarefa difícil. É nisso que estou focado’

“Ele é um cara que eu vou anular com facilidade. É um desafio que eu nunca enfrentei antes? Acho que não. Ele apenas faz seu jogo muito bem. É apenas um jogo estranho que eu nunca vi antes. Mas ele pode tentar provar que estou errado. De onde eu vejo, eu vou anulá-lo com facilidade”, disse Adesanya.

O nigeriano sempre traz em seu jogo uma alta variedade de táticas que podem levar seus adversários à derrota. É nisso que o campeão interino se apega para afirmar seu bom resultado na luta do próximo final de semana.

“Eu tenho esses atributos que eu uso muito bem, e eu acho que os treinos dele podem estar voltados para a última luta (UFC 234) e pensar quando Kelvin (Gastelum) foi capaz de encurtar a distância. Isso foi apenas um erro da nossa parte e seria um bom plano de jogo da parte deles. Mas nós cuidamos desses erros. Vou ser capaz de usar minha altura e alcance como sempre fiz”, afirmou Israel.

O nigeriano também fez questão de constatar que, caso se torne o dono do título absoluto, será um campeão mais ativo do que se próximo rival. Como campeão linear desde 2017, o Robert realizou apenas uma defesa de título, no UFC 225 (o combate, no entanto, não valia o cinturão para Yoel Romero, que não conferiu o peso limite da divisão).

“Como campeão, serei muito mais ativo do que ele nunca foi. Talvez não de imediato, por causa do tempo que venho atuando, mas serei um campeão ativo”, finalizou Adesanya.

Além da luta pela unificação, Israel também colocará em jogo sua invencibilidade na carreira. Aos 30 anos, nigeriano nunca foi derrotado em 17 confrontos disputados.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments