Minotauro diz que irmão deve se aposentar após próximo compromisso com o Ultimate

Cortado recentemente do UFC São Paulo por lesão, Minotouro tem apenas mais uma luta no contrato com organização e pode pendurar as luvas

R. Minotauro (esq.) afirma que irmão deve se aposentar em seu próximo compromisso. Foto: Reprodução/Instagram@minotauro

O brasileiro Rodrigo Minotauro, um dos pilares para a difusão do MMA no mundo, aposentado desde 2015, afirmou que seu irmão gêmeo, Rogério Minotouro, irá seguir seus passos em breve. Embaixador do Ultimate, Rodrigo afirmou que o meio-pesado (até 93kg.) tem apenas mais um combate pela empresa e que não pretende atuar após realizar o compromisso.

Saiba mais

Adesanya não se importa com provocações de Borrachinha: ‘Tenho uma tarefa difícil. É nisso que estou focado’
Acerto de contas entre Yair Rodriguez e Jeremy Stephens é marcado para outubro
Antes de encarar Jacaré, em novembro, Blachowicz visita Brasil e vai a jogo do São Paulo

“Rogério está dizendo que sua próxima luta deve ser a última em seu contrato. A última de sua carreira”, disse o ex-campeão dos pesados.

Recentemente, Minotouro foi retirado do card do UFC São Paulo, que acontece em novembro. O atleta, que seria uma das principais estrelas do evento, sentiu uma lesão nas costas e não teria condições de se recuperar até a data prevista.

“Nós estávamos indo para um seminário na China e ele estava sentindo essa lesão. Não estava conseguindo treinar bem. Então, ele avisou com antecedência à organização. Se ele não está 100%, sendo a última luta, a única coisa que importa mais, perto do fim da carreira, ele optou por tentar lutar em fevereiro”, finalizou a lenda.

Caso opte por colocar fim em sua carreira, Rogério, que estreou no MMA em 2001, terá realizado 32 combates em sua carreira profissional. Até o momento, o brasileiro venceu 23 dos 31 duelos disputados. Atualmente, a fase do baiano não é boa. Ele vem de seis derrotas nos últimos 10 desafios.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário