Nocaute de Adesanya sobre Whittaker rende prêmio de ‘Performance da Noite’ a nigeriano após UFC 243

Além de bolsa pela vitória, atleta leva para casa mais US$50 mil; Yorgan de Castro também fatura por atuação e ‘Melhor Luta’ fica com Brad Riddell e Jimie Mullarkey

I. Adesanya após vitória no UFC 243. Foto: Reprodução/Instagram @ufc_brasil

Levar o cinturão para casa após bater Robert Whittaker no UFC 243, realizado neste sábado (5), na Austrália, já estaria de bom tamanho para Israel Adesanya. No entanto, o atleta conquistou mais. Após aplicar um nocaute devastador no dono da casa e vencer na disputa pela unificação do título dos médios (até 83,9kg.), o nigeriano, junto com Yorgan de Castro ainda foi agraciado com o bônus de ‘Performance da Noite’. Além do pagamento pela vitória, o lutador recebera mais US$50 mil (cerca de R$203 mil). A premiação de ‘Melhor Luta’ foi dada para Brad Riddell e Jimmie Mullarkey, que se enfrentaram no card preliminar.

Veja Também

Mesmo sendo um atleta muito autoconfiante, há de se imaginar se nos melhores sonhos de Adesanya estaria uma noite tão perfeita. O lutador, que conseguiu absorver toda a pressão do, agora, ex-campeão linear dos médios, Robert Whittaker, deu um verdadeiro show para o público presente na arena, além dos espectadores do UFC 243.

Concentrado e afiado nos golpes, Israel precisou de apenas dois rounds para garantir a superioridade em relação ao seu oponente e se firmar como campeão absoluto da categoria que um dia foi reinada por Anderson Silva.

Outro lutador que deu show no outro lado do mundo foi Yorgan de Castro. O peso pesado (até 120,2kg.), talvez tenha até mais motivos para sorrir do que o nigeriano. Yorgan, neste final de semana, realizou sua estreia pela organização e, logo de cara, conseguiu emplacar um lindo nocaute sobre Justin Tafa logo no primeiro round. Ainda no octógono, o atleta, muito emocionado, pediu a bonificação de performance e foi atendido pela organização.

Neste sábado, De Castro realizou apenas sua sexta luta na invicta carreira profissional e deixa a Austrália com o bolso cheio.

O duelo mais empolgante da noite não aconteceu no card principal, como ocorre muitas vezes. No UFC 243, os responsáveis por promoverem a luta mais empolgante da noite estavam escalados no card preliminar; mais especificamente na quarta apresentação da noite. Na ocasião, Brad Riddell e Jimmie Mullarkey levantaram o público em uma batalha de tirar o fôlego.

O combate foi disputado na categoria dos leves (até 70,3kg.), que hoje é dominada por Khabib Nurmagomedov. Ao fim de três rounds, Riddell foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes. Os dois lutadores saem do card com US$50 mil, cada.

Podcast #034: A volta de Borrachinha ao UFC e a possível aposentadoria de Fedor

Comentários

Deixe um comentário