Após derrota, Mackenzie se diz pronta para voltar a atuar e pede luta para fevereiro

Depois de somar seu primeiro resultado negativo em seu currículo, lutadora diz que pretende retornar em breve às lutas e quer atuar no Brasil

M. Dern em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução / Facebook @ufc

A peso palhas (até 52,1kg.) tem tratado sua derrota para Amanda Ribas, no UFC Copenhague, com bastante pé no chão. Ciente do revés e atenta para os erros que têm de ser corrigidos, a norte-americana com raízes brasileiras afirmou que não pretende ficar longe do octógono por muito tempo. A lutadora, em entrevista ao ‘Combate’, pediu uma luta para fevereiro.

Veja Também

Masvidal faz críticas a atletas que abusam das promoções de lutas: ‘Apenas entre lá e lute’
Poirier minimiza chance de enfrentar Dan Hooker no momento: ‘Não é algo que me anima’
Usman garante vingar Brasil com vitória sobre Covington: ‘Vai ser para vocês’

“Eu quero lutar em fevereiro, acho que vai ter um card no Brasil. Gostaria de lutar nesse card. Estou indo para México agora. Meu marido vai competir no surf e é a nossa vez de apoiar ele. Vou tirar uns 10 dias de férias e depois vamos paro o Brasil. Vou manter meus treinos, mas, se eu confirmar essa luta, gostaria de lutar em fevereiro ou março”, declarou Dern.

Embora tenha manifestado o desejo de atuar em fevereiro no card brasileiro, a combatente se equivocou com relação à data. Até o momento, o Ultimate confirmou um evento em território tupiniquim e ele está agendado para o dia 9 de maio, em São Paulo. Caso a atleta mantenha o desejo em atuar no card da capital paulista, o retorno teria de ser adiado por alguns meses.

Mackenzie, apesar da derrota para Ribas, ainda conseguiu ganhar moral com a diretoria do Ultimate, além de uma parcela do público brasileiro. A norte-americana se apresentou no UFC Copenhague apenas quatro meses depois de ter dado à luz à sua primeira filha, Moa. Diante das possibilidades, Dern mostrou muita raça no combate e provou que é capaz de suportar duros golpes, haja vista que a combatente, em alguns momentos, absorveu bem os ataques de Ribas.

Dern assinou contrato com o UFC em março do ano passado, e, aos 26 anos, ainda é considerada uma atleta promissora dentro da empresa. Até o momento, a combatente realizou três confrontos, saindo vencedora em dois deles. Ao todo, Mackenzie soma oito lutas em seu cartel profissional.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments