Yair Rodriguez confirma nova mentalidade para encarar Stephens: ‘Agora ficou pessoal’

Mexicano, que teve último confronto com rival interrompido por golpe ilegal, garante novo combate e ímpeto diferente

Y. Rodriguez (esq.) e J. Stephens (dir.). Foto: Reprodução/YouTube MMA Fighting

O UFC Boston, que acontece nesta sexta-feira (18), terá um gosto de decisão para dois atletas em especial. Yair Rodriguez e Jeremy Stephens fazem a luta co-principal do evento e resolverão um problema criado há quase um mês, quando tiveram o combate no UFC Cidade do México interrompido após o norte-americano sofrer um golpe ilegal no olho e afirmar não ter condições de continuar na disputa. Segundo Rodriguez, o incidente apenas fez aumentar a rivalidade entre ambos e transforou em algo maior. A declaração foi feita ao ‘Combate’.

Veja Também

Chris Weidman afirma que Anderson Silva era superior a Jones: ‘Tinha algo místico’
Chris Weidman bate peso e garante estreia entre os meio-pesados contra Dominick Reyes
Vídeo: Assista à pesagem do UFC Boston com Chris Weidman e Dominick Reyes. AO VIVO!

“Será uma luta completamente diferente desta vez. Sei que agora vou encarar algo pessoal, mas será um adversário completamente diferente. Mentalmente, é um lugar diferente. Acho que tenho vantagem agora. Me sinto ótimo, minha preparação para a última luta foi a melhor. Da outra vez foi em frente ao público mexicano, que estava torcendo por mim. Me sinto mais leve desta vez, porque todo esse apoio de alguma forma pode se transformar numa pressão, então agora posso ter uma performance melhor. A responsabilidade me faz ir para essa luta agora mais relaxado”, disse o peso pena.

Rodriguez também comentou sobre a atitude de Jeremy não querer continuar o combate. Segundo o mexicano, o norte-americano apresentava condições de lutar, mas evitou o confronto por sentir a pressão do compromisso. A atitude de Stephens gerou críticas por parte de Paulo Borrachinha, que, após o ocorrido, afirmou que o atleta não deveria atuar pelo Ultimate.

“Não coloquei meu dedo no olho dele. A linguagem corporal dele foi ‘não quero lutar’ e, naquele primeiro contato, o que parecia é que ele não queria lutar de novo”, comentou Yair.

Os atletas chegaram a se encontrar no hotel onde estavam hospedados após o espetáculo. Na ocasião, o que parecia ser uma conversa amistosa, se transformou em quase confusão. Rodriguez se aproximou de Jeremy para conversar, quando, após trocarem algumas palavras, foi empurrado pelo norte-americano. Os lutadores, então, foram contidos pelas pessoas que estavam próximas ao local.

Nesta sexta-feira, Yair tentará retomar o caminho das vitórias. Antes do UFC Cidade do México, o atleta vinha de vitória sobre o Zumbi Coreano, ocorrida em novembro do ano passado. O mexicano, de 27 anos, soma, atualmente, 12 vitórias e duas derrotas em seu cartel profissional. O lutador ocupa a sétima posição no ranking dos penas.

Em oitavo, o experiente Stephens busca seu 29º triunfo na carreira, que já soma impressionantes 45 apresentações. O atleta, que tem apenas 33 anos, antes do ‘No contest’, vinha de duas derrotas seguidas, uma delas para José Aldo, em julho do ano passado.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments