Weidman manda recado a críticos: ‘Podem rir, mas ainda posso ser campeão’

Chris faz publicação respondendo comentários sobre aposentadoria e afirma que não pensa em pendurar as luvas

C. Weidman foi detentor do cinturão dos médios por dois anos. Foto: Reprodução/Instagram @chrisweidman

O ex-campeão dos médios (até 83,9kg.), Chris Weidman, sofreu uma dura derrota na última sexta-feira (18), quando foi batido por Dominick Reyes em sua estreia na divisão dos meio-pesados (até 93kg.). Com o resultado, o atleta amargou seu quinto revés em suas últimas seis lutas e levantou rumores sobre uma aposentadoria. O atleta, então, usou sua conta no Instagram, nesta terça-feira (22), para afastar a possibilidade e responder aos críticos.

Saiba mais

Dana White deseja sorte a Velasquez no WWE: ‘Espero que faça muito dinheiro’
Anthony Pettis e Donald Cerrone têm acordo verbal para nova luta, diz treinador
Cigano contrai infecção bacteriana e está fora do UFC Moscou, diz site

“Sobre o meu próximo passo, eu tenho ouvido muitas pessoas dizendo que devo me aposentar e chegamos aqui baseando nos meus resultados recentes. É uma loucura, porque, se eu vencesse (Dominick) Reyes, as chances de eu lutar pelo título mundial eram muito fortes”, disse Chris. “Agora, ser atingido pelos comentários sobre aposentadoria é um grande golpe para mim”, escreveu o ex-campeão.

Weidman, então, fez questão de enfatizar que não está próximo de deixar o esporte. O combatente disse que ainda tem objetivos no esporte e sente gosto por integrar o grupo de lutadores no MMA.

“Vou te dizer que eu definitivamente não estou pronto para me aposentar. Eu ainda amo isso e estou faminto para voltar ao octógono”, completou.

O eterno algoz de Anderson Silva tentou justificar suas falhas em sua apresentação no UFC Boston e ressaltar que ainda pode ostentar um título pelo Ultimate.

“Eu acredito que tenho as habilidades para ser um campeão mundial. Sei que alguns de vocês estão balançando a cabeça e rindo de mim quando eu digo isso. Bem, que se danem vocês e obrigado pela motivação”, contou Chris. “Nesta luta (contra Dominick), eu estava vindo de um ano afastado (Chris havia lutado pela última vez em novembro do ano passado, contra Ronaldo Jacaré), duas grandes cirurgias e ainda tinha uma mudança de peso. É muito tempo fora da academia, e ainda acho que tenho muito tempo nesse esporte”, afirmou Weidman.

Em pouco mais de dois anos, Chris conseguiu ir do céu ao inferno com uma velocidade impressionante. Após chocar o mundo em 2013, ao colocar fim na hegemonia de Anderson Silva como campeão dos médios, o atleta realizou três defesas de cinturão: uma, em revanche com ‘Spider’ e outras duas lendas brasileiras; Lyoto Machida e Vitor Belfort.

Após bater o fenômeno, o pesadelo começaria. Weidman, em 2015, foi brutalmente nocauteado por Luke Rockhold, que lhe rendeu o cinturão, marcou sua primeira derrota na carreira e deu início a uma sequência de resultados negativos. Nas próximas quatro apresentações, o norte-americano só venceria em uma ocasião.

Aos 35 anos, Weidman, hoje, soma 19 lutas profissionais, com 14 vitórias e cinco derrotas.

 

Ver essa foto no Instagram

 

I just want to let everyone know I’m all good just obviously bummed with the result. I knew Dom was a tough fight and he proved to be more than that with a beautiful timed left hand that put me down in the first. I jumped in with a right hand and the range was off and he capitalized. Sucks for me. As for what is next for me… I’m hearing a lot of “you should retire comments” and I get where you are coming from based on the results of my recent fights. It’s crazy because with a win over Reyes the chances of me fighting for the world championship were very strong. Now to be getting hit with the retirement talk is really a big swing for me to get used to hearing. I will tell you that I am def not ready to retire. I still love this and am very hungry to get back in there. I believe I have the abilities to still be world champion. I know some of you are shaking your head and laughing at me when I say that .. well screw you and thanks for the motivation. This fight I was coming off a year lay-off, 2 major surgeries, and a weight class change. Way too much time out of the gym and I feel like that did play a role in this fight. The fact that I’m healthy right now and can get back in the gym is territory that I’m not used too. I will be back soon and I will look good doing it. Thank you everyone for your support and I’m sorry to let you down. This extreme low in my career will be part of my story and I will finish on top. Thank you to my friends and family and sponsors @monsterenergy @cbdmd.usa @fellowshiphomeloans @medtronic who stand behind me in my high and low moments! Thank you to God for blessing me with all that I have and am so undeserving of. Everyday is a gift and I’m so thankful to be able to experience that gift even when my goals and desires aren’t met.

Uma publicação compartilhada por Chris Weidman (@chrisweidman) em

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário