Nate Diaz sugere que pode não se apresentar mais após o UFC 244: ‘Não preciso mais lutar’

Atleta, no entanto, afirma que, pelo combate certo, pode voltar a se apresentar pela empresa e confirma seu amor pelo esporte

N. Diaz afirma que não precisa mais lutar após UFC 244. Foto: Reprodução/Instagram @ufc

O norte-americano Nate Diaz, a cada evento que participa, tem se tornado um dos atletas mais icônicos da história do Ultimate. Famoso por não ter papas na língua e fazer o que bem entende dentro da empresa, o lutador, com seu jeito, ganhou uma grande quantidade de admiradores no esporte. No entanto, depois que se apresentar no UFC 244, que acontece neste sábado (2), o combatente afirmou que não precisará mais lutar em sua carreira. A declaração foi feita em entrevista ao ‘MMA Junkie’.

Veja Também

Com filha desaparecida, Walt Harris se retira de luta no UFC Washington
Vídeo: Assista à pesagem do UFC 244, com Masvidal, Diaz, Johnny Walker, Vicente Luque e Jennifer Maia. AO VIVO!
Johnny Walker é favorito contra Corey Anderson no UFC 244

“Eu nunca mais tenho que lutar. Eu não tenho que lutar há muito tempo, mas o que eu vou fazer? Eu tenho muitos negócios acontecendo, mas, eu não gosto de não lutar”, disse Nate.

O atleta, então, comentou sobre as possibilidades de seu futuro, depois que encarar Jorge Masvidal na luta principal do UFC 244. Sem dar certeza de qual rumo irá tomar depois do evento, o atleta acabou ficando ‘em cima do muro’ ao falar sobre o desenrolar da carreira.

“Ou vou me retirar para sempre, ou volto para lutar contra alguém que me pareça correto”, contou o norte-americano.

Diaz também comentou sobre o motivo pelo qual se manteve afastado por três anos do esporte. Segundo o lutador, tudo é uma questão de respeito da organização com ele. O combatente revelou que, quando é tratado direito, as situações acontecem positivamente.

“O único motivo que tivemos problemas no passado foi porque você precisa me tratar da maneira correta. Eu estou nesse esporte há muito tempo fazendo o que quero, independentemente do resultado. Eu sempre volto mais forte depois de minhas lutas”, afirmou o meio-médio.

Por fim, Nate falou sobre sua relação com o MMA e a maneira com que encara o esporte em sua vida. O lutador afirmou que não consegue viver sem a adrenalina de trocar forças contra um oponente em um combate profissional.

“Acho que lutar é a melhor coisa para mim. É estranho, porque é uma luta autodestrutiva, e é autodestrutivo se eu não lutar. Matar ou ser morto”, finalizou Diaz.

Aos 34 anos, Nate já se apresentou 31 vezes como atleta profissional. O combatente venceu 20 e perdeu em 11 ocasiões.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments