Pai de Mayweather sobre fim da aposentadoria do filho: ‘Espero que não lute MMA’

Floyd revela ter sido pego com surpresa com decisão de lenda do boxe de voltar a atuar e vai contra lutador se apresentar nas artes marciais mistas

Floyd pai discursa ao lado do filho, Mayweather Jr. Foto: Reprodução/Instagram @floydjoymayweathersr

O anúncio de que o multicampeão de boxe, Floyd Mayweather irá deixar a aposentadoria e voltar a lutar deixou muita gente surpresa, inclusive o pai do atleta. Floyd, que deu seu nome ao filho, afirmou que, como muitos, não tinha conhecimento da decisão da lenda do boxe. O pai, no entanto, disse que não aprova a situação, caso o combatente opte por se aventurar no MMA. Em entrevista ao ‘Fight Hub TV’ o senhor falou sobre o caso.

Veja Também

Weidman garante permanência no UFC, mas não determina em qual divisão vai atuar
Após terceira derrota seguida, Serginho Moraes é dispensado pelo UFC, diz site
Nick Diaz confirma planos para retornar ao MMA: ‘Devo lutar em breve’

“Nós, normalmente, conversamos, mas eu não ouvi nada da boca dele. É uma grande surpresa para mim”, declarou o pai.

Mayweather, no entanto, não se mostrou contente com a possibilidade de ver o filho se aventurando no MMA, já que a notícia sobre seu retorno às artes marciais também partiu de Dana White, presidente do UFC. Para Floyd, o caso não seria uma boa ideia para o multicampeão de boxe.

“Espero que o retorno não seja no MMA”, disse o pai, que ainda afirmou ter uma conversa com o mandatário do Ultimate, caso as negociações sejam para um confronto nas artes marciais mistas. “Acho que ele (Mayweather filho) não aceitaria, porque eu iria até lá arrebentaria Dana White! Com certeza eu faria isso. Eu daria uma surra nele”, revelou.

Embora seja plausível a preocupação do pai, ainda não houve confirmação sobre como se dará o retorno da lenda do boxe à ativa. Tudo o que se sabe foi dado a partir de duas publicações de Mayweather nas redes sociais, nas quais o atleta afirmava que voltaria em 2020.

Por fim, o pai afirmou que, caso as negociações encaminhem para uma apresentação do filho no MMA, ele irá, de fato, tentar interferir para que não aconteça.

“Por mais que Floyd seja um homem crescido, eu vou ser o mais crescido e vou acabar com essa ideia, com certeza”, finalizou.

Floyd, ao longo dos anos, construiu uma carreira sólida no boxe. Com início em 1996, o lutador realizou 50 confrontos e nunca soube o que é perder no esporte. O atleta detém os principais títulos da modalidade e é considerado um dos melhores lutadores de todos os tempos.

O contato com o UFC sugere que o atleta possa reeditar algo no estilo do espetáculo realizado em 2017, quando o combatente subiu ao ringue junto com Conor McGregor, na época campeão dos penas e leves, e ambos realizaram um combate de exibição na ‘nobre arte’. Na ocasião, Floyd fez valer o favoritismo e bateu o irlandês por nocaute no 10º assalto.

Veja o anúncio do retorno de Floyd

 

Ver essa foto no Instagram

 

Coming out of retirement in 2020

Uma publicação compartilhada por Floyd Mayweather (@floydmayweather) em

 

Ver essa foto no Instagram

 

@danawhite and I working together again to bring the world another spectacular event in 2020. #boxing #UFC #mma #mayweatherpromotions

Uma publicação compartilhada por Floyd Mayweather (@floydmayweather) em

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments