Usman visualiza vitória sobre Covington: ‘Médicos tentando acordá-lo’

Campeão mostra ansiedade para trocar forças contra norte-americano na luta principal do UFC 245, neste sábado

K. Usman em atuação pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @usman84kg

Um dos combates mais aguardados do ano está próximo de acontecer. No próximo sábado (14), Kamaru Usman irá, enfim, defender o cinturão dos meio-médios (até 77kg.) contra o polêmico, Colby Covington. Diante de várias provocações feitas ao longo da promoção do confronto, o nigeriano não esconde sua vontade de aniquilar seu rival na luta principal do UFC 245. Em entrevista ao ‘FanSided’, o atleta visualiza cenário após a apresentação.

Veja Também

Edgar explica por que aceitou enfrentar ‘Zumbi Coreano’ de última hora: ‘Experiência nova’
Pai de Khabib sobre luta do filho contra Ferguson: ‘Maior luta da história do UFC’
Glover sugere luta contra Anthony no UFC Brasília, mas norte-americano rejeita: ‘Sem chance’

“Eu juro, toda vez que penso nessa luta, a única maneira que vejo se desenrolando é comigo em cima dele, enquanto seu rosto está coberto de sangue. Vão haver muitos cortes no seu rosto e seus olhos virados para trás e ele tentando entender o que está acontecendo. Haverá médicos parados diante dele tentando reanimá-lo”, afirmou Kamaru.

Inimigo confesso de Colby, Usman, no entanto, garante que apesar do ímpeto em vencer a batalha de forma incontestável, não deixará a rivalidade subir a cabeça. Para o campeão, é necessário manter a concentração para que o foco não seja alterado.

“De certa forma, há uma tonelada de pressão. Esse é o meu trabalho. Essa é a minha responsabilidade; de ser capaz de me separar dessa pressão, ir até lá e fazer o que devo fazer, que é executar e vencer essa luta de forma dominante. Então, sim. É claro que sempre haverá pressão, mas eu sou um profissional e tenho que ser capaz de controlar tudo isso”, finalizou.

Além de ser colocada em jogo a rivalidade e uma longa série invicta de ambos os atletas, esta será a primeira defesa de cinturão de Usman, que conquistou o título ao bater o ex-campeão, Tyron Woodley, na luta co-principal do UFC 235.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments