Covington se manifesta após derrota para Usman e dispara contra árbitro: ‘Você me roubou’

Norte-americano critica atuação de Marc Goddard na luta principal do UFC 245, que interrompeu o duelo e decretou nocaute do nigeriano sobre Colby

C. Covington se revolta após derrota no UFC 245. Foto: Reprodução/Instagram @colbycovmma

O UFC 245 já acabou, mas, ao que depender de Colby Covington, a história está longe de ser encerrada. Após perder para Kamaru Usman na luta principal do evento ocorrido neste sábado (14), o norte-americano usou as redes sociais para criticar duramente a atuação de Marc Goddard, árbitro responsável pela condução da disputa. Segundo o ‘falastrão’, o profissional errou em diversos momentos do confronto e foi fundamental para sua derrota.

Veja Também

Presidente do UFC discorda de juízes, vê vitória de José Aldo e garante luta pelo cinturão ao brasileiro
Dana sugere luta entre Usman e Masvidal e projeta revanche de Holloway e Volkanovski na Austrália
Amanda Nunes minimiza chance de enfrentar Claressa Shields no boxe: ‘Sou uma lutadora de MMA’

“Normalmente, as pessoas fazem mer** no quarto, não no octógono, Marc Goddard. Eu entro lá (no octógono) para matar ou ser morto. Você me roubou isso. Você roubou as pessoas de uma luta justa. Deveria ter vergonha de si mesmo”, escreveu o ‘Caos’ em sua conta oficial no Twitter.

O atleta ainda reclamou sobre as interrupções feitas por Marc, que parou a disputa em duas ocasiões. Uma, após Kamaru acusar um golpe ilegal no olho e a outra, no fatídico nocaute decretado no fim do quinto round, após o norte-americano ter sofrido dois knockdowns e sofrer duros golpes do rival enquanto estava no chão.

Após o espetáculo, Colby não compareceu à coletiva de imprensa junto aos outros protagonistas da noite, como é de costume. Segundo o presidente da empresa, Dana White, o atleta foi encaminhado direto para o hospital após suspeita de fratura na mandíbula – ainda não confirmada pelos médicos.

Kamaru e Colby travaram neste final de semana um dos confrontos mais aguardados dos últimos anos. Os atletas que, por diversas vezes, declararam publicamente serem inimigos, realizaram uma grande apresentação que foi premiada com o bônus de ‘Luta da Noite’.

Com o triunfo, o nigeriano garantiu sua primeira defesa de cinturão, desde que se tornou o número um dos meio-médios (até 77kg.). O revés para Usman marcou o primeiro nocaute sofrido na carreira do norte-americano.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments