Presidente do UFC discorda de juízes, vê vitória de José Aldo e garante luta pelo cinturão ao brasileiro

Dana White diz que brasileiro derrotou Marlon Moraes, em sua contagem, e não descarta escalar ‘Campeão do Povo’ para lutar contra o título contra Henry Cejudo

D. White em coletiva de imprensa do UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Uma verdadeira reviravolta pode ser vista na divisão dos galos (até 61,2kg.). Mesmo estreando na nova divisão com derrota, José Aldo deixou uma boa impressão no octógono após o duelo contra Marlon Moraes no UFC 245, realizado neste sábado (14), em Las Vegas (EUA).

Apesar do resultado oficial, que marcou vitória para Marlon na decisão dividida, o presidente do Ultimate, Dana White, afirmou que não concorda com os juízes e e espera dar a chance para o ‘Campeão do Povo’ desafiar Henry Cejudo, pelo título da categoria.

Veja Também

Dana sugere luta entre Usman e Masvidal e projeta revanche de Holloway e Volkanovski na Austrália
Amanda Nunes minimiza chance de enfrentar Claressa Shields no boxe: ‘Sou uma lutadora de MMA’
Batalha entre Usman e Covington fatura bônus de ‘Luta da Noite’ após UFC 245
Usman cala Covington, defende cinturão e dedica vitória ao Brasil no UFC 245

“Eu dei a vitória  para Aldo naquela luta”, afirmou o presidente. O ‘chefão’ foi além e admitiu ter recebido uma mensagem do campeão da divisão, Henry Cejudo, que também se mostrou contrário com a contabilização dos pontos dos juízes e insistiu no ‘casamento’ de um embate entre ele e o ex-número um dos penas, algo que já havia sido feito há alguns meses.

“Ele (Henry) disse: ‘isso é uma besteira. Eu quero essa luta e vou tratá-lo como ele merece”, afirmou Dana, deixando em aberto a possibilidade de efetivar o manauara como próximo desafiante ao cinturão dos galos.

Perguntado sobre o que pensa sobre a possibilidade do confronto entre o brasileiro e o norte-americano, White não se esquivou. “Não odeio a ideia”, finalizou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments