Jędrzejczyk provoca Zhang com ‘piada’ sobre Coronavírus, é repreendida por rival e se desculpa

Desafiante ao título das palhas tenta fazer brincadeira com doença que se alastra na China, mas investida pega mal e combatente se vê obrigada a se retratar

J. Jędrzejczyk se desculpa após piada de mau gosto envolvendo Coronavírus. Foto: Reprodução/Twitter @ufc_asia

A ex-campeã das palhas (até 52,1kg.) Joanna Jędrzejczyk acabou sendo protagonista de um momento constrangedor quando tentava promover a luta contra a atual dona do cinturão, Weili Zhang. Na ocasião, a polonesa provocou a rival relacionando a atleta com o Coronavírus, uma doença que tem causado pânico na China e outros países ao redor do mundo. A brincadeira de mau gosto não repercutiu bem e a campeã repreendeu a rival, que se sentiu na obrigação de se desculpar. As declarações aconteceram no Instagram das atletas.

Veja Também

Mackenzie Dern enfrenta Ariane Sorriso no UFC Lincoln, em abril
UFC cria ranking peso-por-peso feminino e escala Amanda Nunes como número um
À espera por Miocic, Cormier cogita aposentadoria, caso revanche não se confirme

“Fazer piada com uma tragédia mostra o caráter de uma pessoa. Pessoas estão morrendo. Pais, mães, filhos. Pode dizer o que quiser sobre mim. Isso só me deixa mais forte, mas não brinque com o que está acontecendo aqui. Desejo que você esteja saudável até 7 de março. Vejo você em breve”, escreveu a campeã.

Após o texto publicado por Zhang, Joanna também usou sua conta oficial para tentar esclarecer o que aconteceu. Ciente de ter cometido um erro que, para muitos, extrapola o limite da competição, a polonesa se desculpou com a próxima adversária.

“Ei, campeã, ei, Weili, me desculpe por ter te feito se sentir mal. Eu nunca brincaria com a doença de pessoas ou com vírus. Não queria que você se sentisse ofendida. Só quis brincar com um meme da internet. Me desculpe, mas ainda vou te ver em 7 de março.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), em publicação divulgada na última segunda-feira (27), o número de mortos pela doença chegou a 106, na China. Outros 12 países já apresentam casos confirmados de infecção pelo vírus.

Zhang e Jędrzejczyk estão escaladas para fazerem a luta co-principal do UFC 248, que acontece em Las Vegas. O combate será a primeira apresentação da chinesa desde que a atleta tomou o cinturão de Jéssica Bate-Estaca, em agosto do ano passado. A polonesa, por outro lado, tenta recuperar seu antigo posto, perdido em 2017, quando foi batida por Rose Namajunas.

 

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments