Mesmo derrotado, Gabriel Silva fatura bônus de ‘Luta da Noite’ no UFC Norfolk

Batido por Kyler Phillips, brasileiro leva, junto com o norte-americano, o prêmio de US$50 mil pela apresentação deste sábado; Megan Anderson e Jordan Griffin recebem ‘bolada’ por ‘Performance’

G. Silva em pesagem pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram @gabrielsilvamma

O brasileiro Gabriel Silva não teve o desempenho esperado na derrota sofrida para Kyler Phillips no UFC Norfolk, realizado neste sábado (29), nos Estados Unidos. No entanto, capixaba mostrou muita raça no confronto contra o norte-americano e foi, junto ao rival, agraciado com o prêmio de ‘Luta da Noite’. O combatente e seu rival levarão para casa US$50 mil (cerca de R$223,5 mil). Megan Anderson e Jordan Griffin faturaram o bônus de ‘Performance’ e levam o mesmo valor.

Veja Também

Vídeo: Assista o nocaute de Megan Anderson sobre a brasileira Norma Dumont no UFC Norfolk
VÍDEO: Assista o nocaute brutal de Deiveson Figueiredo sobre Joseph Benavidez no UFC Norfolk
Megan Anderson nocauteia Norma Dumont e desafia Amanda Nunes pelo título das penas

Gabriel subiu ao octógono na intenção de apagar seu último revés, em sua estreia, quando acabou derrotado por Ray Borg. O combatente, no entanto, acabou levando a pior na luta em pé e foi batido na decisão unânime dos juízes. O público, porém, vibrou com a atuação do brasileiro e o norte-americano, que promoveram um verdadeiro espetáculo na última luta do card preliminar.

Jordan Griffin subiu ao octógono do UFC Norfolk com a obrigação de vencer para não se complicar dentro da organização. O norte-americano vinha de duas derrotas consecutivas e tinha o compromisso de bater o estreante TJ Brown. Griffin não só derrotou o oponente como conseguiu uma bela finalização, que apagou o adversário. Com a grande atuação, Jordan leva para casa US$50 mil.

Megan Anderson é outra lutadora quem tem motivos para comemorar. Sob os olhares de Amanda Nunes, a australiana teve um combate contra a brasileira Norma Dumont, que poderia garantir uma disputa de título das penas (até 65,7kg.) em caso de vitória.

A brasileira até esboçou uma pressão na australiana, mas a experiência falou mais alto e Anderson acabou saindo vencedora após um nocaute sobre a mineira, que estreava pela organização.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments