Recuperado de lesão, Borrachinha sugere luta pelo cinturão em julho, no UFC 252

Considerado um dos atletas mais perigosos da divisão dos médios, brasileiro afirma estar pronto para retornar aos treinamentos e pede a sonhada disputa de título

P. Borrachinha (foto) promete matar Adesanya. Foto: Reprodução Facebook UFC

A espera acabou. Paulo Borrachinha está liberado para retornar aos treinamentos após passar por um processo de recuperação de uma cirurgia no bíceps. O procedimento acabou adiando o sonho do brasileiro em atuar pelo cinturão dos médios (até 83,9kg.), mas, pronto para voltar ao esporte, o mineiro fez questão de sugerir uma data para retomar sua trajetória no MMA. A declaração foi feita em entrevista ao ‘Combate’.

Veja Também

Amanda Nunes e noiva anunciam o nascimento da primeira filha para setembro
Após nocaute polêmico, Ultimate remarca Ion Cutelaba contra Magomed Ankalaev para o UFC 249
Santiago Ponzinibbio desafia Rafael dos Anjos para luta no UFC 250, em maio

“A recuperação acabou. Já fiz tudo que tinha que ser feito, já passei por todas as etapas. Foram oito meses e agora estou pronto para começar o camp (período de treinamento) semana que vem. Recebi a liberação semana passada. Vim para Los Angeles (EUA) para o médico me liberar porque foi ele quem fez a cirurgia. Fiz questão de vir. Foi um trabalho árduo e difícil, ao todo foram oito meses, e agora posso treinar normal, sem limitações. Posso começar o camp e lutar em dois ou três meses”, afirmou o brasileiro.

Borrachinha, então, aproveitou para dizer quando gostaria de se apresentar na luta pelo cinturão dos médios.

“Se me pedir uma data, eu sugiro no dia 11 de julho, na ‘International Fight Week’. Foi a data que o Dana White sugeriu também. Seria uma boa data”, sugeriu.

Paulo, no entanto, terá de aguardar pelo embate entre Israel Adesanya e Yoel Romero, que trocam forças neste sábado (7) na primeira defesa de título do nigeriano. O desejo do mineiro dependerá do tempo de recuperação do vencedor do confronto deste final de semana.

Borrachinha, que já confirmou presença no card deste final de semana para assistir o confronto entre o cubano e o nigeriano quis dar seu palpite sobre quem vence o confronto pelo cinturão. Responsável pela última derrota de Romero, o brasileiro apostou no triunfo do antigo rival sobre o atual campeão.

“Acho que o Romero tem mais chances de vencer, principalmente nos três primeiros rounds. Ele vai ser muito mais forte, explosivo e mais resistente. A partir do quarto ou quinto, pode ser que o Romero canse, porque é mais forte, mais velho, deve equilibrar mais. Acho que o Romero tem mais armas para vencer”, finalizou.

Recentemente, o presidente do Ultimate, Dana White, confirmou que Paulo será o próximo desafiante ao título da categoria. Desta forma, o brasileiro assistirá atento à luta principal do UFC 248.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments