Khabib Nurmagomedov muda discurso sobre lutar no UFC 249: ‘Apenas me dê o local’

Campeão dos leves cobra profissionalismo do Ultimate e afirma que vai enfrentar Tony Ferguson em 18 de abril

K. Nurmagomedov (foto) critica UFC por falta de informações sobre o UFC 249. Foto: Reprodução/Instagram @khabib_nurmagomedov

As polêmicas envolvendo a realização do UFC 249, marcado para 18 de abril, estão longe de ter um ponto final. Após Khabib Nurmagomedov anunciar que não participará da luta contra Tony Ferguson por estar ‘preso’ na Rússia, em função do fechamento das fronteiras por conta da pandemia do coronavírus (COVID-19), o campeão dos leves (até 70,3kg.) mudou o tom e admitiu a possibilidade de enfrentar o rival.

Veja Também

Khabib sugere nova data para luta contra Ferguson: ‘Agosto ou setembro. Quero lutar’
Feliz por não ter luta marcada, McGregor ironiza decisão de Khabib em deixar o UFC 249: ‘Amarelou’
Em meio à pandemia e incertezas sobre o UFC 249, Jéssica Andrade desembarca nos EUA

“Vou lutar. 100%, vou lutar. Apenas me dê o local. Todo dia eu mando mensagem para o Dana White: ‘Cadê o meu local?'”, contou Nurmagomedov em entrevista à ‘ESPN’.

O campeão, no entanto, cobrou maiores informações sobre o lugar em que será montado octógono para que haja o card na data agendada. Segundo o russo, tem faltado transparência por parte da organização no sentido de deixar os atletas a par do show.

“Como, a 16 dias da luta, eu não sei o local? Isso não é profissional. Até o Tony Ferguson disse que, se não souber o local, não pode assinar. Neste momento, se eles me derem uma localização, eu posso sair da Rússia e ir para qualquer país: EUA, Abu Dhabi, não importa”, afirmou o combatente.

Vítima de vários ataques em suas redes sociais após ter confirmado sua ausência no card, no início desta semana, Khabib, então, tratou de manifestar sua vontade de que a luta contra Ferguson aconteça. Considerados dois dos melhores atletas da divisão na história recente do esporte, o russo falou sobre a motivação para que a disputa de cinturão, enfim, aconteça.

“O erro não foi meu. Há muitas coisas loucas. Muitas perguntas para as quais não tenho a resposta. Eu entendo que as pessoas estão nervosas porque esta é a luta dos sonhos para os fãs. É a minha luta dos sonhos. Eu vou perder tanto dinheiro, tanta coisa! Ninguém vai perder tanto quanto eu, ninguém”, disse o ‘Águia’.

Antes do imbróglio atual, o confronto entre Tony e Khabib foi cancelado em outras quatro oportunidades. Desta vez, ostentando o título da divisão, a luta contra Ferguson acabou sendo um pedido pessoal do campeão, mesmo que o norte-americano mereça a condição de desafiante. Após derrotar Dustin Poirier, em setembro do ano passado, o russo, na coletiva de imprensa após a peleja, já havia sinalizado que o ‘Bicho Papão’ deveria ser seu próximo compromisso.

“Eu quero lutar, e por isso que eu aceitei esta luta. Porque é uma luta dura. É uma luta por legado. É a luta número um para os fãs. A maior luta no UFC agora. É claro que eu poderia escolher uma luta fácil com um frango, mas eu escolhi uma luta dura. Tudo pode acontecer, eu não tenho controle nisso”, finalizou o campeão.

Até o momento, o UFC não oficializou a retirada de Nurmagomedov do card. Mesmo assim, segundo a ‘ESPN’, a empresa segue buscando alternativas para que o norte-americano siga no espetáculo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments