Lutadora do BRAVE CF domina assediador e o entrega à polícia no Mato Grosso

Conhecida como ‘Mulher Maravilha’, Maria Ribeiro tomou ação após homem mostrar a genitália no município de Sinop

M. Ribeiro domina assediador no Mato Grosso. Foto: Divulgação

Super-heroína! Acostumada a enfrentar adversárias dentro do cage do BRAVE CF, Maria Ribeiro viveu uma situação inusitada ao dominar um assediador que mostrava a genitália em local público, em Sinop, no Mato Grosso. Indignada com a situação, a atleta, que carrega o apelido de ‘Mulher Maravilha’, partiu para cima do homem, o imobilizou e, em seguida, o entregou à polícia.

Veja Também

Dana comenta promoção de lutas durante a pandemia: ‘Não podemos ficar em casa até dezembro’
UFC 249 vai realmente acontecer? Casas de apostas estão agitadas sobre a chance de realização
Edson Barboza estreia entre os penas do UFC em 16 de maio, diz site

“A gente tava se preparando para ir no mercado, eu e minha cunhada, quando um homem desceu da bicicleta e começou a mostrar suas genitálias para mim, fazendo alguns gestos. Nós o xingamos, mas não foi o suficiente. Quando ele fugiu, nós pegamos o carro e fomos atrás dele. Quando o alcançamos, ele resistiu, mas o imobilizei e esperei a polícia chegar. Tenho sobrinhos e sobrinhas na família, a nossa região é cheio de parques e muitas crianças brincam nas nossas ruas. Não poderia deixá-lo à solta”, narrou a peso mosca (até 52,1kg.).

M. Ribeiro (esq.) em ação pelo BRAVE CF. Foto: Divulgação

A lutadora ainda informou que, após a tentativa de imobilização, o assediador tentou resistir às suas ações, mas a experiência nas artes marciais fez com que o homem seguisse dominado. Maria, então, afirmou que sua atitude se deu, também, em nome de outras mulheres, que são diariamente assediadas e, muitas das vezes, não têm como se defender.

“Ele tentou se desvencilhar, disse que estava tirando uma carne da própria calça. Mas nós temos testemunhas. Eu imagino o que nós mulheres passamos todos os dias, e fiz isso por elas também. Não poderia dormir em paz se soubesse que eu deixei esse cara andando por aí quando poderia ter feito alguma coisa. Houve uma pequena comoção logo antes da polícia chegar e todas as mulheres estavam me agradecendo, torcendo por mim. Recebi várias mensagens de mulheres da área e isso foi muito legal”, finalizou a ‘Mulher Maravilha’.

Aos 27 anos, Ribeiro atua no MMA desde maio de 2016. A combatente, hoje, soma oito lutas, com cinco vitórias e seis derrotas em seu cartel profissional. Sua última apresentação aconteceu em novembro do ano passado, quando foi batida por Karolina Wojcik na decisão dividida dos juízes, no BRAVE CF 30.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments