José Aldo comenta derrota para McGregor em 2015: ‘Estava muito confiante’

Ex-campeão dos penas, brasileiro fala sobre revés que o obrigou a se reinventar na sua carreira no UFC

J. Aldo (dir) e Conor (esq) se enfrentaram em 2015. Foto: Reprodução/Twitter @ConorMcGregor

Os fãs de MMA e, principalmente, os fãs de José Aldo, jamais se esquecerão da dura derrota sofrida pelo brasileiro para Conor McGregor em 2015. Além de uma rixa pessoal, o resultado negativo acabou o custando ao manauara o cinturão dos penas (até 65,7kg.). Quatro anos depois do episódio, o ‘Campeão do Povo’ se sente à vontade para falar sobre o assunto e narrou os momentos que antecederam o combate.

Veja Também

Lutadora do BRAVE CF domina assediador e o entrega à polícia no Mato Grosso
Dana comenta promoção de lutas durante a pandemia: ‘Não podemos ficar em casa até dezembro’
UFC 249 vai realmente acontecer? Casas de apostas estão agitadas sobre a chance de realização

“Nós nunca esperamos perder, ainda mais daquela forma. (O MMA) é um esporte de 50% de chances para cada, isso poderia acontecer a qualquer momento. Enquanto formos lutadores, perder é uma possibilidade, mas eu estava muito confiante para essa luta. Eu estava muito preparado. Não consigo entender como esse cara ganhou”, declarou Aldo em entrevista ao ‘MMA Fighting’.

Para a promoção do combate, que representou a luta principal do UFC194, Aldo e Conor fizeram uma espécie de turnê mundial, fazendo coletivas e encaradas por onde passavam. Em todos os eventos, McGregor se destacava pelas provocações e tentativas de ‘entrar na cabeça’ do brasileiro. José, no entanto, encarava as ações do irlandês como combustível para motivação e acreditava friamente em um grande triunfo.

“Por tudo o que foi dito e tudo o que aconteceu, minha equipe e eu estávamos confiantes que poderíamos vencê-lo, mas não foi o que aconteceu”, afirmou o manauara.

Em 12 de dezembro, José e Conor finalmente foram ‘trancados’ no octógono e chegava, então, o momento do acerto de contas. A luta, no entanto, chocou o mundo. O então campeão acabou nocauteado com apenas 13 segundos e confirmou McGregor como um novo fenômeno do Ultimate.

Após o resultado negativo, Aldo tratou de se recompor e fez uma promessa a si mesmo que aquele tipo de situação jamais voltaria a acontecer.

“Depois da luta eu disse: ‘Eu sou o campeão. Aquilo foi apenas um fato e nunca mais vai ocorrer na minha vida. Por isso, que tenho que treinar duas vezes mais, encontrar os erros que cometi e não cometê-los de novo”, finalizou.

Após o revés para o ‘Notório’, o manauara já realizou sete apresentações no UFC. O brasileiro chegou a reconquistar seu cinturão, quando derrotou Frankie Edgar na disputa do título interino, mas acabou promovido a campeão linear depois que McGregor decidiu atuar pelos leves (até 70,3kg.).

O novo reinado de Aldo, no entanto, durou pouco. Em sua primeira defesa, o brasileiro acabou derrotado por Max Holloway, em 2017.

Agora, o ‘Campeão do Povo’ tem um novo objetivo na carreira. Aos 33 anos, o manauara decidiu se testar entre os galos (até 61,2kg.) e, inclusive, fez sua estreia em dezembro do ano passado. Mesmo derrotado por Marlon Moraes, José atuou bem e conseguiu lugar de destaque dentro da divisão, sendo um dos favoritos para enfrentar Henry Cejudo pelo cinturão da divisão em um futuro próximo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
Nei MSousa
Nei MSousa
6 meses atrás

Merecida derrota! é claro que sempre iremos torcer por nossos lutadores brasileiros!Mas o José Aldo na época estava muito cheio de confiança e tal! se achando o batedor,mas a arrogância,faz estas coisas!não ver o Spider!cadê?sua arrogância e falta de humildade com o adversário dar nisso!espero que da próxima baixe a bola!senão! vai ser outra lapada!