Justin Gaethje afirma que não aceitaria uma luta contra Khabib de última hora

Responsável por substituir o campeão dos leves no UFC 249, desafiante ao cinturão interino explica a diferença entre encarar o ‘Águia’ e Tony Ferguson

J. Gaethje (foto) afirma que não aceitaria enfrentar K. Nurmagomedov de última hora. Foto: Reprodução/Instagram @justin_gaethje

Desafiante ao cinturão interino dos leves (até 70,3kg.) no próximo sábado (9), pelo UFC 249, Justin Gaethje mostrou muita coragem ao aceitar enfrentar Tony Ferguson de última hora. O norte-americano, no entanto, afirmou que não teria a mesma atitude, caso o compromisso fosse contra Khabib Nurmagomedov, atual número um da divisão.

Veja Também

Ex-campeão dos galos, TJ Dillashaw faz previsão sobre ‘Cejudo x Cruz’ no UFC 249
Borrachinha provoca Adesanya e mira em luta contra Jon Jones nos meio-pesados
Dana White elege Wanderlei Silva como um dos melhores lutadores sem o cinturão do UFC

“Eu não acho que teria aceitado lutar contra Khabib de última hora”, disse Gaethje em entrevista ao ‘BT Sport’.

Ciente de que também terá um grande desafio ao trocar forças contra o ‘Bicho Papão’, Justin argumentou o motivo pelo qual considera ter mais chances de triunfar sobre Ferguson do que em um eventual confronto contra o russo.

“Eu acho que tenho mais chance de tocar o queixo de Tony do que o de Khabib nos primeiros rounds. Para ser derrubado uma ou duas vezes por Khabib, me levantar e ainda ser capaz de lutar, eu precisaria de, no mínimo, 10 semanas (de preparação). Vocês sabem que eu venho treinando minha vida toda, mas há um certo ácido lático (composto orgânico que relacionado ao gasto de energia no corpo humano) que deve ser levado em consideração”, contou o norte-americano.

Mesmo enxergando mais chances contra Tony do que contra Nurmagomedov, Gaethje afirmou que o processo de treinos para o UFC 249 não é o adequado para um confronto. O atleta, porém, mantém a expectativa de presentar os espectadores com um grande espetáculo.

“As circunstâncias não são perfeitas, mas uma luta é uma luta. Quando aceitei o confronto (inicialmente para 18 de abril), tinha 14 dias para me preparar. Lá, era diferente de agora. Agora, tive cinco semanas para treinar. Não era o que eu pedi”, finalizou.

Justin e Ferguson serão os responsáveis por protagonizar o card que marcará o retorno das atividades do Ultimate, que não realiza um show desde março, em função da pandemia do coronavírus (Covid-19). O evento acontecerá em Jacksonville, na Flórida (EUA).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments