Borrachinha provoca Adesanya e mira em luta contra Jon Jones nos meio-pesados

Lutador brasileiro diz que pode desafiar Jones, pelo cinturão dos meio-pesados, depois de tomar o título dos médios de Israel Adesanya

P. Borrachinha (foto) volta a provocar I. Adesanya. Foto: Reprodução/Instagram @borrachinhamma

Paulo Borrachinha está na fila para desafiar Israel Adesanya na luta pelo cinturão dos médios (até 83.9 kg.) do Ultimate. Mas o brasileiro já mira mais a frente. O atleta mineiro revelou que deseja se testar na divisão de meio-pesados (até 93.1 kg.) após encarar o nigeriano e se tornar o primeiro homem brasileiro a ter posse de dois títulos do UFC em categorias diferentes.

Em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, Borrachinha revelou os planos para sua carreira. Ele contou a dificuldade que tem para bater o limite da divisão de médios e o interesse em subir de categoria para encarar Jon Jones, atual campeão dos meio-pesados.

Veja Também

Dana White elege Wanderlei Silva como um dos melhores lutadores sem o cinturão do UFC
Conor McGregor doa equipamentos de segurança para hospital infantil na Irlanda
Última semana sem lutas no UFC, relembre momentos marcantes de 2019 e 2020 antes de maratona de eventos

“Eu acredito que eu posso pegar dois cinturões, peso médio e dos meio-pesados. Eu acredito nisso. Sou grande, é um pouco difícil bater 84 (quilos), então eu acho que posso levar dois cinturões para o meu país depois da minha próxima luta. Meu plano é subir para o meio-pesado em breve, rapidamente depois da minha próxima luta… Eu não tenho com medo de lutar contra caras grandes”, revelou.

Borrachinha também não perdeu a oportunidade de atacar Isarael Adesanya, seu próximo rival. O brasileiro e o nigeriano vem trocando farpas desde quando o mineiro garantiu a chance pelo título, em agosto de 2019.

“O magrelo do Adesanya desafiou o Jon Jones, mas quando ele aceitou, disse: ‘Não, eu preciso de dois anos para treinar’. Ninguém pode pedir por algo e quando seu desafio é aceito, ele diz: ‘Não, agora não’. Isso é vergonhoso. Eu não vou ser assim. Estou pronto, se eu quiser lutar no meio-pesado agora, eu posso fazer isso. Então, eu acredito que depois dessa luta, eu vou dar o próximo passo, para o próximo tiro”, encerrou.

Borrachinha está invicto no MMA com um histórico profissional de 13 vitórias em 13 lutas, sendo cinco delas no UFC. O duelo entre o brasileiro e Adesnya ainda não tem data para acontecer, mas especula-se que ele pode ser realizado em julho deste ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments