Amanda Nunes defende título das penas contra Felicia Spencer em 6 de junho, diz site

Após cancelar participação no UFC 249, que acontece neste sábado, brasileira tem nova data para retornar ao octógono

A. Nunes (foto) enfrenta F. Spencer em 6 de junho. Foto: Reprodução/Instagram @amanda_leoa

A campeã do Ultimate, Amanda Nunes , já tem nova data para retornar ao octógono. Após se retirar do card do UFC 249, que acontece neste sábado (9), a brasileira foi escalada para lutar em 6 de junho contra Felicia Spencer em combate válido pelo título das penas (até 65,7kg.). O local do confronto ainda não foi definido. A informação foi divulgada pelo repórter da ‘ESPN’, Ariel Helwani.

Veja Também

Pai de Khabib tem piora em quadro de saúde e é transferido para hospital de Moscou
Ferguson elogia Gaethje, critica Khabib e justifica realização do UFC 249: ‘Para dar esperança às pessoas’
Chris Weidman quer se reerguer na carreira para desafiar Israel Adesanya

“A luta entre Amanda Nunes e Felicia Spencer válida pelo título das leves está oficialmente transferido para 6 de junho, de acordo com fontes. O local segue indefinido, assim como a possibilidade de o confronto representar a luta principal do card”, escreveu Ariel em sua conta no ‘Twitter’.

Inicialmente, Amanda estava escalada para se apresentar na luta co-principal do UFC 250, que aconteceria em 9 de maio, em São Paulo. Após o cancelamento oficial do espetáculo, a brasileira era cogitada para lutar pelo UFC 249, que transferido para a data em que aconteceria o card paulista.

Caso a baiana decidisse se manter no card, o show promoveria aos espectadores três disputas de cinturão em um mesmo evento. A ‘Leoa’, no entanto, sob a afirmação de que não estaria tendo a preparação adequada, em função das dificuldades de treinamentos por conta da pandemia e consequente isolamento social, preferiu se retirar.

Na ocasião, a atleta também afirmou que seria necessário aguardar que a crise mundial na saúde se tornasse mais branda, haja vista a quantidade de mortes confirmadas ao redor do mundo em decorrência do coronavírus (Covid-19).

Caso o UFC confirme a presença de Nunes no espetáculo de junho, esta será a primeira defesa do título das penas da brasileira. A combatente conquistou o posto de campeã depois de chocar o mundo e nocautear Cris Cyborg em dezembro de 2018. Desde então, o Ultimate trabalhava para encontrar uma oponente que pudesse fazer frente àquela que tem, cada vez mais, confirmado seu nome como a maior lutadora de todos os tempos.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments