Dana assume parcela de culpa por ausência de Khabib no UFC 249: ‘Não foi só dele’

Presidente do Ultimate afirma que incertezas em função da pandemia foram providenciais para que campeão dos leves ficasse impossibilitado de viajar

D. White em coletiva de imprensa. Foto: Reprodução/YouTube UFC

O presidente do Ultimate, Dana White, abriu o jogo e assumiu parte da responsabilidade da ausência de Khabib Nurmagomedov no UFC 249. O ‘chefão’ da organização afirmou que as incertezas sobre a realização de um card durante a pandemia do coronavírus (Covid-19) influenciaram na falta de comunicação entre as partes, o que acabou sendo importante para que o campeão dos leves (até 70,3kg.) ficasse ‘preso’ em seu país com o fechamento das fronteiras.

Veja Também

Protagonistas do UFC 249 batem peso e garantem disputas de cinturão neste sábado
Vídeo: Glover Teixeira adota cautela ao falar sobre cinturão, mas admite: ‘É um sonho’
Dana descarta punir Jones por prisão e espera que atleta lute mais uma vez em 2020

“Tiveram muitos questionamentos sobre Khabib, as pessoas estavam dizendo: ‘Ele ficou preso na Rússia’. O que ele disse é absolutamente verdadeiro. Nenhum de nós viu o que aconteceu, o quão rápido o mundo estava mudando e ele estava literalmente mudando a cada dia que passava. Todos nós tomamos algumas decisões ruins que o deixaram preso em Moscou. Não foi só ele, todos nós fizemos. Eu assumo a responsabilidade por isso também”, disse White em entrevista ao ‘RT Sports’.

Na época, corria nos bastidores do MMA a informação de que o card, que aconteceria em 18 de abril, poderia ser transferido para os Emirados Árabes. Como os Estados Unidos estavam tomando medidas de restrição de promoções de eventos públicos cada vez mais rígidas, Nurmagomedov, então, viajou para a Rússia para poder terminar seu período de treinamentos, esperando que o espetáculo migrasse, de fato, para Abu Dhabi.

Ao chegar ao seu país, Khabib acabou sendo vítima das desinformações acerca do evento. White seguia a estratégia de não cancelar o card, mas permanecia irredutível em não confirmar o local do evento mesmo com poucas semanas para sua realização.

Em um dado momento, o campeão dos leves decidiu anunciar publicamente que não participaria do card, tanto por conta da falta de clareza nas negociações, quanto pelos perigos causados pelo coronavírus. O atleta, então, foi rapidamente substituído por Justin Gaethje, que topou encarar Tony Ferguson em luta válida pelo cinturão interino da categoria.

O card de 18 de abril acabou sendo oficialmente adiado para 9 de maio, mas Justin seguiu como um dos protagonistas do evento, com Khabib fora. Mesmo sem a estrela da divisão, White ainda aposta em um grande show, que acontece neste sábado.

“Aconteceu, e você sabe o que tiramos disso? Temos Gaethje contra Ferguson. Será absolutamente fantástico”, finalizou o mandatário.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments