Cotado como desafiante de Barão, McDonald diz: “Sinto que sou bom o suficiente”

O brasileiro Renan Barão conquistou o cinturão interino do UFC, na divisão de pesos galos, ao derrotar o norte-americano Urijah Faber no último sábado (21). Com o triunfo, a próxima luta do atleta potiguar seria a unificação dos títulos contra o campeão Dominick Cruz, que se recupera de uma grave lesão no joelho. Mas os planos para o futuro da organização podem ser mudados.

A revelação canadense Michael McDonald, de apenas 21 anos, pode ser o desafiante ao cinturão interino de Barão antes de uma unificação de títulos, Dominick ainda não tem previsão de retorno aos combates.

Michael McDonald (foto) diz que pode disputar o cinturão contra Renan Barão

“Eu sinto que sou bom o suficiente, sim (para disputar o cinturão). Sinto que posso. Eu posso fazer isso. Se eu não sentisse que poderia competir com esses caras (os melhores da categoria), eu sinceramente não estaria no UFC agora. Eu fui muito cauteloso e fiz minha carreira muito bem, para ter certeza que poderia competir no nível em que estou. Então, é claro, eu acredito que posso competir com esses caras”, disse McDonald ao site norte-americano MMA Fighting.

Por sua vez, Barão afirma não se importar caso seja necessário defender o cinturão interino antes da unificação. O potiguar afirmou que não escolhe adversário e está a disposição da organização.

“Eu luto com quem o UFC quiser”, avisou Barão. “Sou atleta do UFC e esse é o meu trabalho. Não escolho adversário. O objetivo é lutar com os melhores”, encerrou o brasileiro.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário