Vídeo: Invicto no MMA, Rodrigo ‘Zé Colmeia’ fala sobre estreia de gala no UFC e traça planos para o futuro

Promessa brasileira da divisão dos pesados sugere adversário e afirma que pretende voltar ao octógono o mais breve possível

Os fãs brasileiros fãs de MMA puderam assistir à vitória de uma das promessas dos pesados (até 120,2kg.) no último sábado (16). No UFC Overeem x Harris, Rodrigo ‘Zé Colmeia’ teve uma atuação de gala ao bater Dan’Tale Mayes na primeira luta da noite e manteve sua invencibilidade na carreira. Em conversa com o jornalista Laerte Viana, com exclusividade para o SUPER LUTAS, o mineiro falou sobre o confronto e traçou os planos para o futuro na organização.

Veja Também

Gilbert Durinho confirma luta contra Tyron Woodley para 30 de maio: ‘Vamos com tudo’
Khabib confirma que pai foi diagnosticado com COVID-19: ‘O vírus afetou seriamente seu coração’
Niko Price mostra recuperação uma semana após ter rosto desfigurado no UFC 249

“A gente treinou muito para a ganhar luta de várias formas, fosse na decisão, trocação ou jiu-jitsu. A gente treinou para lutar em qualquer área e, quando eu vi que ele (Dan’Tale) começou a andar para trás, quando ele não estava confiante para ficar trocando comigo, eu fiquei muito mais confiante. Ele achou que eu iria respeitá-lo”, disse Rodrigo.

Após bater o rival no último final de semana sem muitos sustos, ‘Zé Colmeia’ não está pensando em férias. O lutador, que, hoje, mora no alojamento da ATT (American Top Team), afirmou que pretende retornar ao octógono o mais breve possível e se colocou à disposição da organização para o próximo compromisso.

“Eu quero tirar uma ‘semaninha’ para descansar e, com certeza, se tiver uma luta no final do mês que vem (junho), eu vou estar preparado e vou aceitar”, afirmou o brasileiro.

Com sucesso em sua primeira luta oficial no Ultimate, o atleta, que foi descoberto no ‘Dana White’s Contender Series’, reforçou o desejo de encarar um oponente específico na sua próxima peleja e adotou pés no chão para falar sobre sua trajetória rumo à elite da categoria.

“Um cara que eu quero lutar é o Chase Sherman. É um cara que vem de quatro vitórias seguidas, um cara duro, mas tenho certeza que, fazendo o jogo certo, a gente vai conseguir ganhar dele, mas meu plano número é entrar no top 15”, cravou ‘Zé Colmeia’.

Pensando em aprimorar suas qualidades para chegar ao topo da categoria, que hoje tem Stipe Miocic como campeão, o brasileiro entende que precisa reforçar alguns atributos para encarar de igual para igual os combatentes que hoje atuam na elite do grupo. O mineiro, então, deu pistas sobre os trabalhos que serão intensificados nos treinos para o futuro.

“Sem sombra de dúvida, eu preciso melhorar mais meu wrestling até mesmo para conseguir colocar o que eu tenho de melhor em jogo, que é o jiu-jitsu. Vou continuar treinando a preparação física para ficar mais forte. A categoria dos pesados tem muitos caras que são muito fortes. Acredito que quando começa a chegar no top 15, começa a ficar mais difícil. Top 10, então, nem se fala. Eu sei que tem grandes nomes lá na frente, mas, passo a passo sempre. Eu tenho um caminho para percorrer, então, não adianta chegar agora e querer enfrentar os top 10. Tem que ter um caminho antes e eu vou ter um tempo para me preparar para chegar lá”, finalizou.

No último sábado, Rodrigo, de 27 anos, atingiu a marca de oito apresentações na carreira no MMA. O combatente aguarda seu próximo compromisso para se confirmar como um dos grandes nomes brasileiros para o futuro na divisão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments