Edson Barboza pede bônus de vitória após decisão controversa contra Dan Ige no último sábado

Derrotado na decisão dividida dos juízes, brasileiro pede que o UFC lhe pague a bolsa por triunfo e explica motivo

E. Barboza (foto) pede bônus de vitória após resultado controverso contra D. Ige. Foto: Reprodução/Instagram @edsonbarbozajr

Após sofrer mais uma derrota de forma controversa na decisão dos juízes, o brasileiro Edson Barboza fez um pedido ao Ultimate. O atleta solicitou que a organização lhe pagasse a bolsa de ‘vencedor’ já que, para muitos, inclusive o presidente do UFC, Dana White, afirmaram que o atleta foi injustiçado no confronto contra Dan Ige, realizado no último sábado (16), em Jacksonville (EUA).

Veja Também

Cormier elogia Jon Jones por desafio a Ngannou: ‘Não temos medo de ninguém’
Vídeo: Invicto no MMA, Rodrigo ‘Zé Colmeia’ fala sobre estreia de gala no UFC e traça planos para o futuro
Gilbert Durinho confirma luta contra Tyron Woodley para 30 de maio: ‘Vamos com tudo’

“Não conversei com o Dana (White) e nem com o pessoal do UFC, mas, nos bastidores, todo mundo falou que eu ganhei. Acho que uma coisa muito importante para mim, agora, sinceramente, como o Dana falou que eu ganhei a luta, era a companhia falando que eu ganhei. De que forma eles falam que eu ganhei? É me pagando. Isso mostra respeito. O UFC é diferente dos juízes. Não tem nada a ver uma coisa com a outra, mas se eles quiserem mostrar um pouco de respeito comigo, é só me pagarem. Como o presidente do UFC falou que eu ganhei a luta, o pessoal lá dentro sabe que eu ganhei a luta, então a coisa certa a se fazer é me pagar. Na outra luta (contra Paul Felder, em novembro de 2019), uns 80% falavam que eu ganhei, mas essa agora foi quase unanimidade. Tanto aquela quanto essa eu sei que eu ganhei”, disse o brasileiro em entrevista ao ‘Combate’.

Para ter certeza que não estaria cometendo uma injustiça ao pedir a bolsa de vencedor, Edson afirmou que reviu o confronto. Após uma análise de todos os três rounds, o friburguense manteve o pensamento e confirmou sua versão, de que foi superior ao norte-americano.

“Eu assisti a luta ontem. No início é muito ruim. Eu estava me sentindo muito mal, porque a gente gasta muito tempo fazendo isso, pra chegar lá e fazer um bom trabalho. É um sentimento meio estranho, ao mesmo tempo fico feliz por ter feito meu trabalho, sei que eu ganhei, todo mundo viu que eu ganhei, mas ao mesmo tempo eu perdi. Eu devia estar calejado, porque é a segunda vez que isso acontece, mas dói do mesmo jeito”, finalizou Barboza.

Além do revés, Edson perdeu a chance de entrar de vez no ranking da divisão. Oponente do brasileiro no UFC Overeem x Harris, Ige figura, atualmente, na 15ª posição no grupo liderado por Alexander Volkanovski. Um triunfo no último final de semana garantiria a presença do friburguense na elite da divisão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário