Após vitória, Robert Whittaker diz não ter obsessão por título: ‘Sou campeão com ou sem cinturão’

Depois de voltar a triunfar, em luta técnica contra Darren Till, australiano revela que não se importa sobre próximo passo dentro da organização

R. Whittaker em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube

Depois de perder o título dos médios (até 83,9kg.) para Israel Adesanya em outubro do ano passado, Robert Whittaker voltou a mostrar que segue como um dos grandes nomes da categoria. Após bater Darren Till em batalha ocorrida neste sábado (25), pelo UFC Ilha da Luta 3, em Abu Dhabi, o australiano mostrou alívio, mas descartou ter obsessão por retomar a condição de campeão da divisão.

Veja Também

VÍDEO: Massaranduba aplica belo nocaute e rival cai em câmera lenta no UFC Ilha da Luta. Assista!
VÍDEO: Assista a luta entre Mauricio Shogun x Rogério Minotouro no UFC Ilha da Luta 3
Finalização sobre Gustafsson rende a Werdum bônus de R$261 mil após o UFC Ilha da Luta 3
VÍDEO: Assista a finalização de Fabrício Werdum sobre Alexander Gustafsson no UFC Ilha da Luta 3
SUPER LUTAS lança Podcast e debate cinturão de Deiveson Figueiredo no UFC; Escute!

“A única coisa que eu quero agora é voltar para casa, para meus filhos, esposa. Eu posso fazer o que faço por causa deles. Eu tenho nível de campeão. Na minha última luta, eu não fui eu mesmo, sem desmerecer ele (Adesanya). Foi uma grande vitória. Eu sou um campeão com o cinturão ou sem. Não importa. É assim mesmo”, afirmou o australiano em coletiva após o espetáculo.

Atual número um no ranking dos médios, Whittaker afirmou que não escolherá adversários para seu próximo compromisso. O ex-campeão contou que enfrentará qualquer oponente que o UFC oferecer, independente se for uma disputa de cinturão ou não.

“Eu não me importo (com quem vou lutar). É por isso que o UFC me ama tanto. Eles me escalam e eu os nocauteio. Eventualmente você terá que enfrentar todo mundo. Honestamente, meu maior foco agora é ir para casa”, disse Robert.

Mesmo sem escolher adversários, Whittaker afirmou que poderia estar pronto para ser o suplente para o confronto entre Israel Adesanya e Paulo Borrachinha, que devem se enfrentar em setembro. O combatente afirmou que está sempre preparado e poderia atuar, caso haja algum imprevisto.

“Sim. Nós temos um time. Nós estaremos prontos, estamos sempre prontos. É uma jornada divertida”, finalizou.

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments