Frankie Edgar vence guerra contra o brasileiro Pedro Munhoz no UFC Las Vegas 7

Em um duelo de 25 minutos, norte-americano fez valer seu volume de golpes contra a potência do brasileiro

F. Edgar. (esq.) vence guerra contra P. Munhoz. Foto: Reprodução / Twitter @ufc

Guerra! Essa é a palavra que define a luta entre Frankie Edgar e o brasileiro Pedro Munhoz no UFC Las Vegas 7, realizado neste sábado (22), nos EUA. Em um confronto movimentado durante 25 minutos, o norte-americano levou a melhor na decisão dividida dos juízes (47-48, 49-46, 48-47).

Veja Também

VÍDEO: Assista os melhores momentos da guerra entre Frankie Edgar x Pedro Munhoz no UFC Las Vegas 7
Lutadora ‘quebra a banca’ no UFC Las Vegas 7 com terceira maior zebra da história
Batalha entre Frankie Edgar x Pedro Munhoz recebe bônus de ‘Luta da Noite’ do UFC Las Vegas 7
Amanda Lemos impõe seu jogo contra Mizuki Inoue e vence japonesa no UFC Las Vegas 7

Com o resultado, Edgar, que é ex-campeão dos leves (até 70.3 kg.) debutou com o pé direito na categoria de galos (até 61.2 kg.). Ele sumou sua 24ª vitória como profissional e se recuperou do revés diante de Chan Sung Jung, em dezembro de 2019. Por outro lado, o brasileiro, que vinha de revés diante de Aljamain Sterling, em junho de 2019, sofre sua segunda perda em série e deve deixar no top 5 da divisão.

A luta

O primeiro round foi bem equilibrado. Na primeira metade, Frankie Edgar foi superior, com base na movimentação e volume de golpes. Pedro Munhoz também atacava com chutes baixos e desequilibrou o adversário uma vez, mas, basicamente, pra lançar um golpe com as mãos, recebia outros dois. Na outra metade, o brasileiro, mais contundente e levou perigo ao ex-campeão dos leves algumas vezes.

O segundo assalto também foi disputado, mas o norte-americano se mostrou mais à vontade e eficaz, inclusive, conseguiu aplicar uma queda, mas não conseguiu manter a luta no solo.

No terceiro round, Pedro voltou melhor, tomou as rédeas do confronto e capitalizou em cima dos chutes baixos.

O quarto round também foi equilibrado. Logo no início, “The Answer” aplicou uma queda, mas, Pedro reagiu e logo se levantou. O decorrer da luta foi mais do mesmo, com Edgar bailando no octógono e apostando no volume de golpes, enquanto o brasileiro o caçava e aplicava os golpes mais potentes.

Com o combate totalmente indefinido, o quinto assalto seria o responsável por decidir o vencedor. Já cansados, os lutadores mostraram muita determinação e técnica em busca da vitória, mas Edgar conseguiu acertar os melhores golpes.

Ao final da batalha, o resultado não foi diferente do que se imaginava: decisão dividida e melhor para Edgar, que inicia com o pé direito sua trajetória no peso galo.

O impiedoso Mike Rodriguez

Geralmente, quando há nocautes nas categorias mais pesadas, eles são impactantes e na luta entre Mike Rodriguez e Marcin Prachnio não foi diferente. Se o duelo não foi longo, teve um desfecho violento. Precisando vencer, Rodriguez fez uso de seu porte físico e atacou Prachnio, que não ofereceu muita resistência. O polonês já tinha sido atingido por joelhadas e cotoveladas no clinch junto a grade, o norte-americano percebeu que esse era o caminho para a vitória e a encontrou ao aplicar outra sequência de cotoveladas. O triunfo faz “Slow” se recuperar da derrota na luta anterior e diminui a pressão. Por outro lado, Prachnio foi nocauteado pela terceira vez seguida no UFC e segue sem vencer pela organização.

Joe Solecki finaliza à la Demian Maia

O reality ‘Dana White Contender Series‘ tem apresentado diversos lutadores talentosos e um deles é Joe Solecki. Se o norte-americano, de apenas 26 anos, já tinha impressionado em sua estreia no UFC ao vencer o duro Matt Wiman, dessa vez, finalizou Austin Hubbard no primeiro round. Mal começou a luta e Solecki já estava nas costas do adversário, ao melhor estilo Demian Maia. A pressão era tanta, que Hubbard não resistiu ao mata-leão e deu os três tapinhas de desistência. Essa foi a segunda vitória seguida de Solecki, que segue invicto no UFC. Além disso, a promessa do peso leve venceu dez lutas na carreira, sendo oito pela via rápida.

Shana Dobson surpreende Mariya Agapova

Pelo que a norte-americana Shana Dobson e cazaque Mariya Agapova apresentaram em suas carreiras, o favoritismo estava com a atleta asiática. Entretanto, a zebra passeou pelo evento e a norte-americana, que tinha cartel negativo – três vitórias e quatro derrotas – deixou o octógono com o braço erguido.

O primeiro round foi marcado por diversas perdas de posições de ambos os lados. Quando Dobson aplicava a queda, Agapova saia de baixo e ficava em vantagem. Por outro lado, quando Agapova derrubava, Dobson saia da posição de desvantagem. Essa foi a tônica dos primeiros cinco minutos, porém, na parte final, a cazaque quase finalizou a adversária.

O início do segundo assalto não foi diferente, mas, dessa vez, foi a norte-americana que ficou em posição dominante no solo e desferiu golpes pesados. A força de Dobson nos ataques era tanta que Agapova, claramente, sentia dor e mostrava incômodo. O árbitro percebeu e encerrou a disputa.

O triunfo da norte-americana encerra uma sequência de três derrotas seguidas e, além de afastar o risco de uma possível demissão, a fez igualar o número de vitórias e derrotas.

Daniel Rodriguez nocauteia em luta insana

O primeiro round da luta entre Daniel Rodriguez e Dwight Grant foi um dos mais empolgantes do ano, simplesmente, porque teve de tudo! Curiosamente, essa luta só aconteceu, porque ambos ficaram sem adversários para o evento. Revelados pelo reality ‘Dana White Contender Series’, os atletas incorporaram o espírito do programa e foram para o tudo ou nada desde o início.

“The Body Smasher” teve tudo para sair com a vitória. Ele chegou a aplicar um knockdown, atacou no solo, porém Rodriguez mostrou bravura, resistiu e foi premiado. Na sequência, foi ele quem derrubou o oponente e, a partir daí, a disputa virou um monólogo. Grant tentou se recuperar, mas foi alvejado pelos ataques de “D-Rod” e não resistiu. Rodriguez venceu a terceira luta seguida no peso meio-médio do UFC e segue invicto na organização.

Resultados do UFC Vegas 7:

CARD PRINCIPAL

Peso galo: Frankie Edgar derrotou Pedro Munhoz na decisão dividida dos juízes (47-48, 49-46, 48-47)

Peso meio-pesado: Mike Rodriguez derrotou Marcin Prachnio por nocaute a 2m17s do R1

Peso leve: Joe Solecki derrotou Austin Hubbard por finalização a 3m51s do R1

Peso mosca: Shana Dobson derrotou Mariya Agapova por nocaute técnico a 1m38s do R2

Peso meio-médio: Daniel Rodriguez derrotou Dwight Grant por nocaute a 2m24s do R1

CARD PRELIMINAR

Peso palha: Amanda Lemos derrotou Mizuki Inoue na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pesado: Jordan Wright derrotou Ike Villanueva por nocaute técnico a 1:31 do R1

Peso meio-médio: Matthew Semelsberger derrotou Carlton Minus na decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 29-28)

Peso pena: Trevin Jones derrotou Timur Valiev por nocaute técnico a 1m59s do R2

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments