Daniel Cormier confirma ter contraído Covid-19 durante preparação para luta contra Stipe Miocic

Ex-lutador afirma que foi acometido pela doença, mas não tira méritos do campeão por ter vencido o combate

D. Cormier (foto) confirma ter contraído Covid-19 na preparação para o UFC 252. Foto: Reprodução/Facebook @ufc

Agora ex-lutador, Daniel Cormier revelou ter contraído Covid-19 durante sua preparação para o confronto contra Stipe Miocic no UFC 252, realizado no último mês. Em entrevista ao ‘Yahoo Sports’, o norte-americano confirmou a informação, mas não tirou os méritos do campeão, que manteve o título ao fim da trilogia.

Veja Também

Thiago Marreta testa positivo para Covid-19 e está fora da luta contra Glover Teixeira
Blachowicz mostra confiança para enfrentar Reyes no UFC 253: ‘Nem a pandemia vai me parar’
Dana White revela que pediu ajuda de Donald Trump para impedir execução de lutador iraniano
Vídeo: Prestes a lutar no UFC Las Vegas 11, Khamzat Chimaev oferece ajuda a morador de rua nos EUA

“Isso não é uma desculpa, de forma alguma. Miocic ganhou a luta e lutou lindamente. Isso é um agradecimento ao Oura (Health) – dispositivo disponibilizado pelo UFC que monitora a saúde dos atletas -, que me permitiu estar na luta. Eu fui capaz de me cuidar de maneira adequada, voltar ao treinamento e disputar o cinturão dos pesados (até 120,2kg.). Sem o anel, não seria possível”, declarou DC.

Com a luta realizada em 15 de agosto, a informação foi divulgada ao público apenas um mês depois do card. No confronto, Cormier subiu no octógono para tentar recuperar o posto de campeão, que havia sido perdido no ano passado.

Segundo o ex-campeão, seus sintomas apareceram dias depois que um companheiro de treinos na AKA (American Kickboxing Academy) foi diagnosticado com Covid-19.

O UFC 252 marcou o terceiro encontro entre Daniel e Stipe, que iniciaram a rivalidade em 2018, quando DC subiu dos meio-pesados (até 93kg.) e chocou o mundo ao conseguir bater o então campeão.

Após a nova derrota, Cormier anunciou sua aposentadoria do MMA, aos 41 anos. Na entrevista após a luta, o norte-americano afirmou que não faz sentido continuar a carreira se não há um título em jogo. O atleta, agora, segue a carreira como um dos principais comentaristas do UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments