Blachowicz mostra confiança para enfrentar Reyes no UFC 253: ‘Nem a pandemia vai me parar’

Polonês sabe que terá um adversário de alto nível, mas diz que tem o que é preciso para vencer e aposta em nocaute

J. Blachowicz elogia D. Reyes e prevê guerra. Foto: Reprodução/Twitter @ufc

A Ilha da Luta ficará pequena no dia 27 de setembro. Além da disputa pelo cinturão do peso médio (83,9kg), o UFC 253 também destaca o confronto entre Dominick Reyes e Jan Blachowicz, que definirá o novo campeão do peso meio-pesado (93kg). Para muitos, a saída de Jon Jones deu vida a categoria, mas o polonês minimizou esse fato.

Na coletiva de imprensa do evento, realizada virtualmente, Blachowicz informou que, no momento, esqueceu ‘Bones’ e que seu foco é o atual adversário, pois sabe que ele requer muitos cuidados. Apesar de elogiar Reyes, o polonês está tão confiante, que disse que nem a pandemia irá impedi-lo de se tornar campeão.

Veja Também

Em atrito com o UFC, presidente do Bellator volta a afirmar que possui os melhores meio-pesados do MMA
Dana White revela que pediu ajuda de Donald Trump para impedir execução de lutador iraniano
Vídeo: Prestes a lutar no UFC Las Vegas 11, Khamzat Chimaev oferece ajuda a morador de rua nos EUA
Prejudicado pelo árbitro no UFC Las Vegas 10, Mike Rodriguez deseja seguir adiante: ‘Sei que venci’
Tyron Woodley diz que gostaria de ver Nick Diaz no Hall da Fama do UFC: ‘Fez o suficiente’

“Não importa contra quem seja. O título é mais importante. Reyes é um grande oponente. Ele quase venceu Jones, foi por pouco. Estou feliz por enfrentar alguém como ele pelo cinturão. Reyes é um dos melhores meio-pesados. Jones não existe pra mim agora. Talvez, o enfrente no futuro. Meu foco é Reyes. Essa luta será incrível! Vou usar minha experiência e tudo que aprendi ao longo da minha carreira pra conquistar o cinturão. Reyes não pode me parar, nem a pandemia. Vou vencer”, disse Blachowicz.

Blachowicz seguiu analisando o duelo, listou os pontos fortes de Reyes, também enalteceu os seus e quer descobrir se o adversário tem queixo para resistir ao seu lendário poder polonês.

“Foi uma longa jornada, mas estou melhor do que nunca. Estou a um passo de tornar meu sonho em realidade. Estarei preparado e espero que ele também esteja. Estou feliz, animado e mal posso esperar para lutar. O combate será travado em pé e espero uma guerra. A trocação de Reyes é muito perigosa. Ele é forte, não se cansa, mas tem algumas falhas. É o adversário mais duro da minha carreira, mas sei que posso vencer. Sou mentalmente forte. Tenho o lendário poder polonês e Reyes vai sentir isso. Sei que ele é muito bom, mas encontrarei uma maneira de vencer. Me vejo nocauteando no segundo ou terceiro round. Serei o primeiro a fazer isso. Hoje, sou um dos melhores do mundo. Em poucos dias, serei o melhor. É fantástico! Esse é o meu momento! As pessoas vão me conhecer depois dessa luta”, finalizou.

Aos 37 anos, Jan Blachowicz demorou a se consolidar no UFC. O atleta foi contratado em 2013, junto ao KSW, chegou com pompa, já que era campeão da organização polonesa, mas sofreu para se adaptar na companhia de Dana White. Contudo, Blachowicz não desistiu e lutará pelo cinturão dos meio-pesados (93kg), após vencer três lutas consecutivas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments