Insano como sempre, Justin Gaethje promete fazer Khabib Nurmagomedov sangrar no UFC 254

Campeão interino do peso leve acredita que seu wrestling pode frustrar o russo e traça planos para o futuro

J. Gaethje quer ver sangue de K. Nurmagomedov. Foto: Reprodução/Instagram

Um dos grandes combates de 2020 acontecerá no UFC 254, evento que será realizado no dia 24 de outubro, na Ilha da Luta, em Abu Dhabi. A comunidade do MMA vai parar para assistir ao duelo entre Khabib Nurmagomedov e Justin Gaethje, válido pelo cinturão do peso leve (70,3kg) e a expectativa é grande, porque o desafiante é considerado um dos poucos lutadores capazes de oferecer perigo ao russo.

O próprio Gaethje sabe disso e, à ESPN americana, analisou o combate. Conhecido por ser um dos lutadores mais violentos do esporte, ‘The Highlight’ garantiu que os fãs podem esperar uma verdadeira batalha, mostrou confiança em seu wrestling para impedir as investidas do campeão e garantiu que o fará sangrar no octógono.

“Acredito que Khabib terá muita dificuldade de me levar para a grade. Sei que verei o sangue de Khabib. Quero que ele veja o próprio sangue e quero ver sua reação. Ele não é tão louco quanto eu. Khabib é maluco, porque gosta de competir, mas não é tanto quanto eu. Estou certo de que ele não viu o próprio sangue, devido ao seu estilo de luta. Aposto que nem passa pela cabeça dele que verá o próprio sangue. Isso é algo novo para Khabib”, disse Gaethje.

Gaethje tem plena consciência da grandeza dessa luta e a está levando bastante a sério. O campeão interino do peso leve, inclusive, mostrou sua ambição ao mencionar o nome de Khabib e também Conor McGregor.

“Existem diferentes tipos de riqueza. Vencer Khabib me daria uma riqueza digna de uma geração. Ganhando ou perdendo, pedirei à minha mãe que ligue para o chefe dela e diga que irá se aposentar. Essa luta é enorme no âmbito esportivo e financeiro! Legado. É por isso que estou animado. Eu assisto MMA há muito tempo e, realmente, acho que se eu derrotar Khabib e depois vencer McGregor terei um feito incomparável. Khabib é o número um peso-por-peso e isso tem que ser levado em conta. Quando perdi duas lutas seguidas, todos acharam que eu estava acabado. Muitos gostam do meu estilo, mas jamais me imaginavam lutando pelo cinturão daquela forma. Estou lutando para criar um legado!”, finalizou.

Aos 31 anos, Justin Gaethje alcançou o posto de desafiante do peso leve ao conquistar quatro vitórias consecutivas. Suas atuações foram tão impressionantes, que o norte-americano conquistou o bônus de performance em todas elas, por ter nocauteado James Vick, Edson Barboza, Donald Cerrone e Tony Ferguson. Nessa última, Gaethje também faturou o bônus de melhor luta.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments