Johnny Walker desafia rival de peso para próximo compromisso e manda recado: ‘O pesadelo voltou’

Após retomar o caminho das vitórias no UFC Las Vegas 11, brasileiro pede luta contra ex-desafiante ao cinturão e segue buscando evolução no esporte

Depois de tirar um peso das costas e se afastar de dois resultados negativos em sequência, Johnny Walker só quer saber de olhar para o topo. Após bater Ryan Spann no UFC Las Vegas 11, o atleta já tem um novo alvo e mira um confronto contra um ex-desafiante ao cinturão dos meio-médios (até 93kg.). Em entrevista exclusiva ao canal no YouTube do SUPER LUTAS, o brasileiro falou sobre o desejo de encarar o norte-americano e os planos de evolução na carreira.

Veja Também

Confiante após nocautear Tyron Woodley, Colby Covington provoca Jorge Masvidal: ‘Sou o pai dele’
Com Rodolfo Vieira fora, Markus Maluko faz duro desafio para Khamzat Chimaev: ‘Não é bonzão?’
Ultrapassado por Covington, Durinho critica ranking do UFC e volta a pedir luta pelo cinturão dos meio-médios
Vídeo: Borrachinha mostra ótima forma física na reta final de preparação para o UFC 253

Após uma ascensão meteórica no UFC, Johnny viu seu sucesso ser desestabilizado com duas derrotas consecutivas. Contra Spann, no entanto, o brasileiro, apesar de levar um susto no início da luta, conseguiu se restabelecer e aplicar um duro nocaute no rival. Agora, o meio-pesado quer seguir a trajetória rumo ao topo da divisão.

Próximo adversário

Com seis lutas pelo Ultimate, Johnny segue como uma grande promessa para uma futura disputa de cinturão no grupo, que atualmente não tem campeão. O brasileiro, então, propôs um desafio a Anthony Smith, atual número oito no ranking e que já disputou o título da categoria.

“Por enquanto, estou pensando no Anthony Smith mesmo, lá para dezembro ou janeiro”, disse Walker, que mandou um recado para os futuros adversários: ‘o pesadelo deles voltou’. Estou de volta, melhorado, evoluindo e aprendendo. Se, agora, eu tiver que aprender alguma coisa, vou aprender só nas vitórias”, disse o brasileiro.

Há mais para evoluir

Mesmo conseguindo uma grande vitória sobre um oponente que estava invicto na organização e é considerado uma promessa, Walker entende que cometeu erros no confronto e precisa consertá-los. O atleta, portanto, analisou os ajustes que precisam ser feitos.

“Tudo precisa corrigir, mas acho que tenho que ser um pouco mais técnico e estudar um pouco mais o adversário. Claro, eu gosto de ir para a porrada logo no começo, mas eu tenho que dar a primeira porrada também. Tenho que me movimentar mais, soltar mais o meu jogo. Eu sei fazer muita coisa, tenho o jogo muito bom, só que, às vezes, não consigo soltar ele direito. Tem que ser um pouco mais estudado, montar a estratégia melhor e treinar para aperfeiçoar o que eu já tenho”, finalizou.

Após o triunfo sobre Spann, Johnny subiu de posição no ranking e assumiu a 10ª posição.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments