Bonnar sobre luta contra Anderson: “Não tenho do que me envergonhar”

O norte-americano Stephan Bonnar não foi um adversário páreo para Anderson Silva. Na luta principal do UFC Rio 3, evento realizado no último sábado, na capital fluminense, o brasileiro abaixou a guarda, encostou na grade e aceitou os golpes do oponente, que não surtiram abalo. Logo em seguida, o “Spider” levou Bonnar ao chão com uma potente joelhada no plexo.

Mas atuação no Brasil não desagradou ao norte-americano, que reconheceu a superioridade de Anderson e disse não se envergonhar de sua performance no confronto.

“Eu definitivamente estou feliz. Estou tão agradecido por eles (dirigentes do UFC) terem me dado essa luta. Estou feliz, não tenho nada do que me envergonhar. Lutei com o Anderson, segui meu plano de jogo e fiz o que tinha que fazer. Isso é MMA. Um pequeno erro, uma pequena abertura, é tudo o que é preciso. Ele conseguiu uma joelhada perfeita em um momento perfeito”, disse Bonnar, em entrevista ao site MMA Fighting.

Stephan, que nunca havia sido nocauteado, contou como o golpe do brasileiro afetou seus movimentos e do respeito e admiração que ele tem por Anderson.

“Nunca recebi uma joelhada assim. Eu não conseguia respirar, não podia me mover. Fiquei aleijado, esperando o meu corpo ser capaz de obter um pouco de ar. Parecia uma eternidade, e enfim o árbitro parou. Mas quando assisti à luta, era como: ‘Uau, isso foi muito rápido’. A forma como ele colocou o joelho no tempo certo, toda a configuração e a transição… Sim, há uma parte de mim que o respeita muito”, completou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário