Sem Khabib, Charles do Bronx deseja ver seu nome na corrida pelo cinturão dos leves: ‘O UFC não vai se arrepender’

Número seis no ranking não gostou de ser esquecido pela organização, pediu por uma oportunidade e desafiou os tops da categoria

C. Do Bronx faz desafio aos tops dos leves. Foto: Reprodução/Instagram

Ao que parece, o peso leve (70,3kg) do UFC viverá dias conturbados e o motivo é simples: a aposentadoria de Khabib Nurmagomedov. Mal se afastou do esporte, e a organização já tratou de citar os nomes de Conor McGregor, Dustin Poirier, Tony Ferguson, Justin Gaethje e Michael Chandler como principais candidatos ao cinturão. Isso incomodou Charles Oliveira, que gostaria de ser lembrado.

Em entrevista ao site norte-americano MMA Fighting, o brasileiro, novamente, pediu por uma chance de lutar contra os melhores leves, apontou suas credenciais, garantiu que o UFC não vai se arrepender e lembrou que é o único que possui uma boa sequência de vitórias.

Veja Também

Perto de se aposentar, Anderson Silva diz ter saudade dos antigos donos do UFC: ‘Nos tratavam como membros da família’
Dana White lamenta e não acredita que Khabib Nurmagomedov volte a lutar: ‘Aposentadoria real’
Khabib deixa mensagem após aposentadoria: ‘Passe mais tempo com seus pais’

“É uma matemática fácil. Tenho a mais longa sequência de vitórias nos leves e sempre venço as lutas pela via rápida. Todos na minha frente estão vindo de derrota. A exceção é Poirier. É justo que eu seja o próximo desafiante da categoria. Há alguns lutadores à minha frente, mas só preciso de uma oportunidade. Eu mereço! São sete vitórias consecutivas, não uma!. Não cabe a mim ou à minha equipe, cabe ao UFC olhar e analisar. Estou há dez anos no UFC e nunca recusei qualquer oponente. Esse é o meu momento! O UFC não vai se arrepender!”, disse Charles.

Insatisfeito com o tratamento, Do Bronx lamentou o fato da organização privilegiar outros fatores sem ser a luta e desafiou os tops dos leves, mencionando Dan Hooker como adversário ideal.

“O que importa não são as lutas e sim o dinheiro e isso me incomoda. Quero uma oportunidade, mas não depende apenas de mim. Sou o sexto no ranking, mas ninguém na minha frente quer lutar comigo. Isso vai acontecer um dia e provarei meu valor. Gaethje, Hooker, Ferguson. Pode ser qualquer um deles. Hooker disse que lutaria no final de novembro e estamos quase lá. Luto contra ele, sem problema. Só não quero enfrentar alguém abaixo de mim. Não estou pedindo muito”, finalizou.

Atualmente, Charles Oliveira se encontra na sexta posição no ranking do peso leve e aguarda uma definição do UFC sobre seu próximo adversário. O brasileiro atuou pela última vez em março de 2020, quando finalizou Kevin Lee, alcançando a sétima vitória consecutiva.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments