Primeiro atleta a vencer Anderson Silva, Luis Azeredo relembra conquista pessoal contra lenda

Hoje, treinador nos Estados Unidos, veterano do MMA narra luta realizada em 2000, pelo MECA e comenta legado de compatriota para o esporte; veja o confronto entre os brasileiros no fim da matéria

L. Azeredo (foto) foi o primeiro lutador na história a derrotar A. Silva. Foto: Reprodução/Instagram

Ter uma carreira vitoriosa no MMA não é tarefa fácil, imagine, então, estar na história como o primeiro lutador a ter batido um dos melhores representantes do esporte de todos os tempos. Responsável pelo primeiro resultado negativo na carreira de Anderson Silva, Luis Azeredo falou com exclusividade ao SUPER LUTAS sobre o dia em que desbancou ‘Spider’, anos antes do atleta brilhar no octógono do UFC.

Veja Também

Treinador de Khabib analisa carreira de Anderson Silva e cita características marcantes
Anderson Silva revela revanche que gostaria de ter feito dentro do UFC
Nem Sonnen, Belfort ou Griffin: Anderson Silva elege luta mais marcante de sua carreira no MMA
Anderson Silva cita lendas para opinar sobre ranking de maiores na história do MMA: ‘Não existe o melhor’

O ano era 2000. Azeredo se encaminhava para sua quarta luta como profissional no esporte, sendo que suas três primeiras haviam sido em um mesmo dia, pelo ‘Brazil Free Style – The Best Fighters’, em 1997.

Convite para enfrentar Anderson

“Eu treinava muay thai com o mestre Roney Alex, que foi um dos promissores do esporte no Brasil, e um amigo meu já tinha lutado com o Anderson e perdido. Então já sabíamos da história dele. Quando me ofereceram, falei: ‘se é para ser, vamos’. O Anderson ainda não era conhecido mundialmente, mas, no Brasil, as pessoas já conheciam. Na época, eu treinava jiu-jitsu com o ‘Macaco’ (Jorge Patino), que era um nome falado no MMA, agressivo. Então, eu tinha o muay thai do Roney e o jiu-jitsu do Macaco”, explicou Luis.

Azeredo x Anderson: MECA 1

Disposto a se testar contra Silva, restava, então, escolher o dia. O duelo aconteceu em 27 de maio, de 2000 (veja no vídeo abaixo), no Brasil, e o confronto entre os dois foi o quarto entre sete lutas escaladas para o espetáculo. Azeredo narra que, na época, aceitou encarar ‘Spider’ mesmo estando mais leve. Anderson estava próximo do peso dos médios (até 83,9kg.), enquanto Luis não chegou a 77kg.

“Ele (Anderson) bateu 83kg. na balança e eu 76kg. Os treinadores dele vieram falar comigo que ele estava mais pesado, mas, naquela época, quando a gente é novo, temos coração de leão. Eu aceitei a luta mesmo assim”, contou Luis.

Desenrolar do confronto

Diante daquele que se tornaria um dos melhores representantes do MMA de todos os tempos, Azeredo já tinha a noção de que não teria vida fácil para surpreender Anderson, que começava a construir sua fama no esporte. Luis, então, explica a estratégia para superar ‘Spider’ no duelo.

“O confronto foi uma chave. Eu sabia as características dele e sabia que ia ser uma luta dura. Eu olhei no olho dele no começo e, no primeiro contato, eu acertei o primeiro golpe. Na luta, quem acerta o primeiro golpe, o outro sabe que o adversário pegou seu tempo. Eu acertei o primeiro golpe, um chute com toda a minha força. Depois que eu acertei o primeiro golpe, eu tentei achar ele de novo, e não achava. Então, resolvi deixar ele tentar me achar. Parei de correr atrás dele e deixei ele vir para cima. Antes de ele conseguir me acertar, eu comecei a esquivar e consegui colocar ele para baixo. Tive que usar meu jiu-jitsu. – Na faixa roxa, fui campeão paulista em cima do Demian Maia. Quando eu botei para baixo, pensei: ‘vou segurar ele aqui’. Na primeira vez que derrubei, ele levantou muito rápido. Aí é um trabalho complicado na parte em pé. Na outra vez que coloquei ele para baixo, falei: ‘vou jogar justinho, pontuar e, se ele der mole, vou finalizar ou nocautear. Não vou abrir muito, porque esse cara em pé é bom mesmo”, disse Luis, que venceu a disputa por pontos, ao fim de dois rounds de 10 minutos.

Análise de Anderson como adversário

Quando enfrentou ‘Spider’, estava em sua terceira luta como profissional no MMA. Mesmo com pouca experiência, Azeredo revela que já sentia que ali havia um talento que poderia dar bons frutos para o Brasil.

“Eu acertei o primeiro chute nele e depois não consegui mais encontrar ele na luta. Depois acertei só mais um golpe de pé nele. Ele começou a balançar, ‘brincar’. Numa dessas, eu coloquei um jab no meio do nariz dele, aí ele ficou ‘o bicho’ (risos). Só nesse jogo de você não conseguir encontrar o adversário na luta, o cara tem uma mobilidade muito boa. É um cara que sabe treinar, tem controle físico, inteligente. É um artista marcial mesmo”, afirmou.

Ápice da carreira

Com 25 lutas disputadas entre 1997 e 2011, participando de grandes eventos como MECA, Shooto, Jungle Fight, Pride e Bellator, Azeredo não tem dúvidas de que o embate contra Silva foi o ápice de sua carreira.

“Eu tive grandes momentos, mas a luta contra o Anderson, por tudo o que ele foi e que ele era na época também. Ele não tinha explodido mundialmente, mas era temido no Brasil. Eu tive a honra de ter lutado com ele, a honra de ter ganhado”, contou.

Anderson: o melhor da história?

Mesmo derrotando ‘Spider’ no início de sua carreira, Luis nunca escondeu sua admiração pelo ex-campeão do UFC. No entanto, analisou sobre o lugar que Silva ocupa entre os melhores do esporte.

“Eu acho que ele tem que ser mais completo. Ele é muito bom na luta em pé, mas no MMA você tem que ser bom em pé e no chão. As novas gerações estão vindo com esse arsenal. Para ser o melhor da história, teria que ser completo. Jon Jones, por exemplo, é a nova geração. Isso faltou para o Anderson, mas, o que ele fez na história do MMA, foi um grande exemplo. Nunca se pode desmerecer esse campeão que ele foi. Às vezes você perde uma luta e o pessoal te deleta. Ele é um baita ‘esgrimista’, ele joga com a mão baixa, Ele brinca com o adversário, mas não é desrespeito. Ele não é má pessoa”, afirmou.

Palpite para ‘Spider’ x Uriah Hall

Por fim, Luis não fugiu, quando perguntado sobre o embate que deve selar a trajetória de Silva dentro do UFC. Apostando no histórico do antigo oponente para este sábado (31), Azeredo colocou suas fichas em Anderson.

“Essa luta é uma luta boa para o Anderson. O Uriah Hall é forte, tem uma mobilidade boa, mas o Anderson é campeão há muito tempo. Tem uma experiência, que conta bastante. Acho que ele tem muita chance boa de sair com a vitória”, finalizou.

Luis Azeredo competiu profissionalmente no MMA por quase 15 anos. ‘The Joker‘ – como é conhecido -, hoje com 44 anos, soma 15 vitórias em 25 apresentações. Hoje, Azeredo se dedica a ensinar MMA às novas gerações na ‘Hoboken Fight Club‘, nos Estados Unidos, representando a respeitada ‘Chute Boxe’.

Veja a luta completa entre Luis Azeredo e Anderson Silva

 

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments