Em combate equilibrado, Geraldo Espartano é derrotado no card preliminar do UFC Las Vegas 14

Apesar do esforço, brasileiro perdeu pela segunda vez em três lutas realizadas pela organização e corre risco de ser cortado

G. Espartano é derrotado no card preliminar do UFC Vegas 14. Foto: Reprodução/Instagram

O Brasil iniciou mal a sua trajetória no UFC Las Vegas 14. Primeiro dos dois representantes do país no evento, que acontece neste sábado (14), nos EUA, o peso galo (61,2kg) Geraldo de Freitas deu trabalho, mas não conseguiu resistir ao wrestling de Tony Gravely. A luta foi empolgante, tensa e tão difícil de ser pontuada, que um juíz deu a vitória para Espartano, mas dois viram o norte-americano sendo superior. Essa foi a segunda derrota consecutiva do brasileiro em três aparições pela organização.

A Luta

O confronto foi mais um clássico embate entre striker e grappler. Visivelmente melhor em pé, Espartano estava confortável, rápido e sua desenvoltura na trocação incomodava Gravely. No entanto, ao tentar quedar o adversário, caiu por baixo, já que o adversário é wrestler de origem. Tanto é que, em mais duas oportunidades, o norte-americano aplicou duas quedas plásticas no brasileiro.

O segundo round foi claro. Estranhamente, Espartano, que tem o ponto forte na luta em pé, fez escolhas erradas e ficou em desvantagem várias vezes. Em uma delas, recebeu golpes duros, se levantou, mas foi derrubado novamente. Ao todo, Gravelly aplicou quatro quedas.

No terceiro assalto, o norte-americano conseguiu derrubar com menos de um minuto e pontuou bastante. No entanto, o brasileiro conseguiu se levantar e aplicou duros golpes no adversário, que estava esgotado, devido a tanto esforço. No final, Gravely conseguiu aplicar mais uma queda junto a grade e por lá a dupla ficou.

Apesar de ter mostrado valor, Espartano foi derrotado na decisão dividida dos juízes. O brasileiro possui um estilo de luta atrativo de se assistir, mas precisa voltar a vencer na organização para afastar de vez o risco de ser cortado dela.

Murata causa boa impressão em estreia

Kanako Murata mostrou que não foi campeã dos palhas (52,2kg) do Invicta à toa e justificou sua contratação logo em sua estreia no UFC. A japonesa enfrentou a veterana Randa Markos e não teve trabalho. Mesmo sendo menor do que a adversária, Murata é muito forte e mostrou superioridade, justamente, no ponto forte da canadense: a luta agarrada.

Ela não só evitou a queda, como derrubou Markos e, por pouco, não venceu por nocaute no primeiro round. Houve mais estudo no segundo assalto, mas Murata voltou a ficar em posição de vantagem ao final dos cinco minutos. No último round, a japonesa fez uso de sua excelência na luta agarrada, derrubou e esteve bem perto de finalizar. Ao vencer de forma dominante uma atleta conhecida, a japonesa já pode integrar o top-15 dos palhas na próxima atualização do ranking.

Morono domina e se recupera

A. Morono (esq) domina adversário. Foto: Reprodução/Instagram

Em combate bastante movimentado pelos meio-médios (77,6kg), Alex Morono se recuperou da pesada derrota sofrida em sua última aparição, ao ter uma atuação sólida contra Rhys Mckee. Mesmo sendo menor que o adversário, o norte-americano não se intimidou e tomou a iniciativa do início ao fim dos 15 minutos.

No primeiro round, Morono foi soberano. Ele acertou McKee com bem entendeu e sempre com golpes bastante poderosos. No segundo assalto, o norte-irlandês melhorou e mostrou mais vontade de lutar, porém ainda foi inferior e começou a sangrar, devido ao volume de golpes do oponente. No terceiro e último round, Morono, cansado, sabia da vantagem que tinha no placar e optou por administrar a luta, mesmo correndo alguns riscos. De forma inteligente, aplicou duas quedas pontuais, tentou uma finalização e maltratou o oponente com golpes no solo.

A boa vitória de Morono foi a sua quarta nas últimas cinco lutas e o faz mirar o top-15 da categoria. Por outro lado, McKee foi novamente derrotado no UFC e perdeu o hype que sua contratação tinha. Antes, ele foi uma das vítimas de Khamzat Chimaev

Mayes vence pela primeira vez no UFC

D. Mayes (dir) vence sua primeira luta no UFC. Fonte: Reprodução/Instagram

Em luta fraca tecnicamente pelos pesados (120,2kg), Don’Tale Mayes fez uso do seu tamanho para vencer Roque Martinez e, assim, conquistar o seu primeiro triunfo no UFC. Na maior parte do tempo, o norte-americano atuou de forma contida, pois sabia que um novo revés poderia colocar um ponto final em sua trajetória na organização.

Mesmo assim, Mayes percebeu que o adversário estava tendo trabalho para se aproximar, atacar e aplicou os melhores golpes. O único momento perigoso protagonizado por Martinez foi uma tentativa de finalização no terceiro round. Fora isso, o atleta de Guam apenas mostrou resistência para suportar as investidas, principalmente, as joelhadas do adversário.

Com a vitória, Mayes prolongou sua permanência no UFC e jogou a pressão para Reyes, que foi derrotado em suas duas aparições no UFC.

RESULTADOS DO UFC Las Vegas 14

CARD PRINCIPAL

Peso leve: Rafael dos Anjos derrotou Paul Felder na decisão dividida dos juízes (47-48, 50-45, 50-45)

Peso meio-médio: Khaos Williams derrotou Abdul Razak Alhassan por nocaute a 0m30s do R1

Peso palha: Ashley Yoder derrotou Miranda Granger na decisão unânime dos juízes (30-26, 29-27, 29-27)

Peso-casado: Sean Strickland derrotou Brendan Allen por nocaute técnico a 1m32s do R2

Peso palha: Cory McKenna derrotou Kay Hansen na decisão unânime dos juízes (29-28, 29-28, 29-28)

CARD PRELIMINAR

Peso palha: Kanako Murata derrotou Randa Markos na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso galo: Tony Gravely derrotou Geraldo de Freitas na decisão dividida dos juízes (30-27, 28-29, 29-28)

Peso meio-médio: Alex Morono derrotou Rhys McKee na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso pesado: Don’Tale Mayes derrotou Roque Martinez na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 29-28)

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments