Dispensado pelo UFC, Jussier Formiga revela surpresa com decisão da empresa: ‘Não esperava’

Único atleta a vencer Deiveson Figueiredo no MMA, brasileiro diz não ter sido valorizado pela organização e confirma ter propostas de outras companhias

J. Formiga ficou surpreso ao ser informado da dispensa do UFC. Foto: Reprodução/Instagram ufc_brasil

A notícia de que Jussier Formiga não faz mais parte do corpo de atletas do UFC pegou muita gente de surpresa, inclusive, o próprio brasileiro. Representante do peso mosca (até 56,7kg.), o lutador revelou que não esperava a decisão da organização, e, em entrevista ao ‘Combate’, falou sobre a situação.

Veja Também

Presidente do Bellator volta a negar interesse em assinar com Anderson Silva
Israel Adesanya confessa que ficou impressionado com reviravolta na carreira de Jan Blachowicz
Dana admite que UFC 257, com McGregor, pode marcar volta dos fãs nas arenas: ‘Estou pronto’

“Até eu fui pego de surpresa também, não esperava. Lutei em junho, depois tive uma lesão no joelho e até achei que ia operar, mas não operei. Operei foi o ombro, e ficou tudo tranquilo. Há um mês e meio, eles (UFC) mandaram e-mail para o meu manager perguntando como estava minha recuperação, se já estava bem e se já podia lutar. Meu manager falou que não, que estava na reta final da recuperação e que faltava um pouco ainda. Eles falaram: ‘tudo bem’, e não tivemos mais contato. Quando foi há uma semana, mandaram e-mail para o meu manager e disseram que teria um corte de vários lutadores, não sei ao certo quantos, e eu estava nessa lista, e que infelizmente cancelariam o meu contrato para que fosse um agente livre para procurar outra organização. E foi basicamente isso”, confessou o potiguar.

Veterano na empresa, com mais de 15 lutas disputadas, Formiga afirma que não guarda mágoas da companhia. Pelo contrário. Mesmo surpreso com a notícia, o brasileiro mostra gratidão por tudo o que viveu em oito anos de UFC.

“O UFC foi muito bom na minha carreira, a gente nunca pode cuspir no prato que a gente come ou que comeu. Foi de grande valia para mim, apesar de que em alguns momentos não me senti totalmente valorizado no evento. Lógico que vinha num momento ruim no UFC, mas tive momentos muito bons, em que emplaquei três, quatro vitorias seguidas, inclusive venci lutadores que lutaram pelo título e eu não lutei”, contou.

Com confiança em seu trabalho, Jussier não quer saber de ficar parado. O lutador afirmou que procurará uma nova organização para realizar seu trabalho e apontou algumas possibilidades.

“Agora vou ver realmente o meu valor, onde posso lutar. Com certeza, devo ter muitas portas onde possa lutar, tanto no ONE, na Ásia, como no Bellator, Brave, onde for. Estou tranquilo em relação a isso (…). Já estou bem melhor, tive a cabeça boa quando recebi a notícia, a gente sabe que tudo na vida tem início, meio e fim, então uma hora chegaria ao fim para mim no UFC, não sabia quando, mas sabia. Já falei com meu manager (empresário) e com meu headcoach (treinador), e eles já estão vendo opões para mim. Já recebi uma pequena proposta para um GP no Brave, e temos mais duas propostas, e vamos ver no que a gente pode se encaixar”, finalizou.

Jussier deixou o Ultimate após uma série de três derrotas consecutivas. Hoje, Formiga tem 35 anos. Profissional no MMA desde 2005, o lutador atualmente soma 23 vitórias e oito derrotas no esporte.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments