Homem do ‘Nocaute do ano’, Joaquin Buckley volta a brilhar e recebe bônus após brutalizar rival no UFC 255

Norte-americano tem nova apresentação de gala no triunfo sobre Jordan Wright e é premiado; Antonina Shevchenko também fatura bolada por performance e ‘Melhor Luta’ foi entregue a ‘Louis Cosce x Sasha Palatnikov’

J. Buckley voltou a dar show no UFC 255. Foto: Reprodução/Instagram

Depois de conquistar fama mundial ao promover um dos nocautes mais marcantes da história do Ultimate, em outubro, Joaquin Buckley voltou a brilhar com as luvas da organização. Neste sábado (21), em Las Vegas (EUA), o norte-americano voltou a ‘aprontar’ e, depois de brutalizar Jordan Wright, recebeu um novo bônus de US$50 mil (cerca de R$260 mil) por sua performance (veja o vídeo do nocaute abaixo). Antonina Shevchenko também foi agraciada por sua atuação e a ‘Luta da Noite’ foi para ‘Louis Cosce x Sasha Palatnikov’. Todos receberam a mesma quantia.

Veja Também

Deiveson dá show, finaliza Alex Perez no primeiro round e defende cinturão no UFC 255
Valentina Shevchenko faz luta segura e defende o cinturão contra a brasileira Jennifer Maia no UFC 255
VÍDEO: Assista a finalização de Deiveson Figueiredo sobre Alex Perez no UFC 255
VÍDEO: Assista à vitória de Valentina Shevchenko sobre Jennifer Maia no UFC 255

Mesmo com a pressão de provar que a vitória sobre Impa Kasanganay em outubro não foi um golpe de sorte, Buckley conseguiu absorver bem a sensação e teve outra grande conquista neste final de semana. Contra Jordan, o peso médio (até 83,9kg.) mostrou toda a sua agressividade e conseguiu sacramentar o triunfo com um duro nocaute no segundo round. Os lucros pelos últimos dois triunfos, agora, já somam mais de R$500 mil.

Irmã da campeã do peso mosca feminino (até 56,7kg.), Antonina Shevchenko tem motivos de sobra para sorrir. Além de vencer Ariane Lipski no card preliminar com uma apresentação dominante sacramentada com um nocaute, e receber um dos bônus de US$50 mil, a lutadora também assistiu de camarote Valentina defender seu título pela quarta vez na luta co-principal. A vitória de Antonina sobre Lipski fez com que a quirguistanesa se recuperasse do revés sofrido contra Katlyn Chookagian, em maio.

Da primeira luta do evento saiu o bônus de ‘Melhor confronto’. Primeiros a pisarem no octógono neste sábado, Louis Cosce e Sasha Palatnikov abriram o espetáculo com chave de ouro. Representantes dos meio-médios (até 77kg.), os combatentes deram show de movimentação e, no terceiro round, Sasha acabou vencendo com um nocaute técnico.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments