Mesmo vencendo na estreia pelo Ultimate, Francisco Figueiredo se cobra por melhor performance | SUPER LUTAS

Mesmo vencendo na estreia pelo Ultimate, Francisco Figueiredo se cobra por melhor performance

Irmão de Deiveson, brasileiro superou Jerome Rivera por pontos no UFC Ilha da Luta 8; atleta garante foco para ser campeão dos moscas

F. Figueiredo venceu em sua estreia pelo UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Estrear com o pé direito em uma das maiores organizações de MMA do mundo não parece ter sido o suficiente para Francisco Figueiredo. Com DNA de campeão, o irmão mais novo de Deiveson se cobrou muito após o triunfo sobre Jerome Rivera no UFC Ilha da Luta 8 e prometeu uma melhor performance no próximo compromisso. Em entrevista ao ‘Combate’, o paraense falou sobre o assunto.

Veja Também

“Quero mostrar que sou um cara diferente nessa categoria. Hoje não consegui mostrar o meu jogo, mas nunca houve alguém com o meu estilo nessa categoria. Vocês vão ver em breve”, afirmou o atleta, que venceu na decisão unânime dos juízes.

Ex-campeão do Jungle Fight, Figueiredo tem pressa para desvincular seu nome ao do irmão, que, hoje, ostenta o título do peso mosca (até 56,7kg.). Embora não esconda a admiração pelos feitos do ‘Deus da Guerra’, Francisco busca ‘caminhar com as próprias pernas’ no Ultimate.

“Quero mostrar trabalho e ser conhecido como Francisco Figueiredo, não como ‘irmão do Deiveson Figueiredo’. Vim aqui para mostrar quem realmente sou, e vou mostrar para o povo que sou um grande campeão. Não estou aqui só porque ele é meu irmão, estou aqui porque mereço estar aqui. Fui campeão de um grande evento na América Latina, então, mereço estar aqui no UFC”, declarou.

Disposto a chegar ao topo da categoria liderada pelo irmão, Francisco sabe que é preciso ter paciência para não apressar o processo de adaptação na categoria. O atleta, no entanto, quer se manter ativo para se aproximar de substituir Deiveson, que afirmou recentemente o desejo de migrar de vez para o peso galo (até 61,2kg.).

“Ainda não posso pedir um top 10. Acredito que ainda tenho muito a melhorar. Não foi nem meus 50% hoje, tenho muito o que mostrar nessa categoria. Foi minha primeira vez lutando na 57kg., sempre lutei na 61kg (peso galo), nunca tinha batido 57kg., acredito que foi uma experiência que valeu à pena. Foi uma guerra hoje, mas prometo voltar muito melhor na próxima. (…) Quero fazer uma luta atrás da outra. Assim que me chamarem, já vou estar pronto. (…) Quero fazer história como o meu irmão fez”, finalizou.

Aos 31 anos, Francisco soma 17 compromissos como profissional no MMA. Até o momento, o combatente tem 12 vitórias, três derrotas, um empate e uma luta sem resultado.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments