Khabib vai ao Camp Nou, assiste goleada do PSG sobre Barcelona e recebe camisa de Mbappé | SUPER LUTAS

Khabib vai ao Camp Nou, assiste goleada do PSG sobre Barcelona e recebe camisa de Mbappé

Aposentado do MMA, astro acompanha de perto partida válida pela Champions League e deixa evento com presente dado pelo francês

K. Nurmagomedov esteve no Camp Nou para assistir à partida entre PSG e Barcelona. Foto: Reprodução/Instagram

Aposentado do MMA desde outubro de 2020, Khabib Nurmagomedov acompanhou de perto a vitória do PSG sobre o Barcelona, na última terça-feira (16), válido pelas oitavas de final da Liga dos Campeões (Champions League). Após assistir à goleada do time francês por 4 a 1 sobre, no Camp Nou, a equipe espanhola, o líder dos leves (até 70,3kg.) do UFC ainda levou para casa um mimo de Mbappé. Ao fim da disputa, o russo foi presenteado com uma camisa autografada e registrou em sua conta no Instagram.

Veja Também

Dana White

Fã confesso de futebol, o astro do MMA terá motivos de sobra para guardar com carinho a homenagem de Mbappé. ‘Dono do Jogo’, o atleta marcou três dos quatro gols da equipe francesa, que deu um passo importante rumo à classificação para a próxima fase da competição.

Devido à pandemia do coronavírus, o estádio não contou com a tradicional torcida, que costuma lotar o Camp Nou. O russo, então, acompanhou a partida de um local privilegiado, quase ao centro da arquibancada.

O gosto do ex-lutador pelo futebol é tamanho que, no último mês, o russo foi convidado a integrar uma equipe de seu país. A diretoria chegou a enviar ao atleta uma ficha de inscrição, que, caso assinada, o permitiria competir junto aos demais jogadores.

K. Nurmagomedov foi presenteado por Mbappé com uma camisa após o jogo pela Liga dos Campeões. Foto: Reprodução/Instagram

Fora do MMA

Considerado um dos maiores nomes da história recente das artes marciais mistas, Khabib deixou o esporte após bater Justin Gaethje no UFC 254. Depois de unificar o cinturão do peso leve, o russo, ainda no octógono, anunciou que deixaria a modalidade.

Um dos principais motivos para a decisão foi a morte do pai, Abdulmanap Nurmagomedov, em julho de 2020. Na ocasião, o campeão admitiu que não faz sentido seguir competindo sem a presença de seu principal técnico e mentor.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments