Caso vença Megan Anderson no sábado, Amanda Nunes se diz a favor de acabar com divisão dos penas | SUPER LUTAS

Caso vença Megan Anderson no sábado, Amanda Nunes se diz a favor de acabar com divisão dos penas

Uma das protagonistas do UFC 259, campeã entende dificuldades da organização em encontrar adversárias no grupo até 65,7kg.

A. Nunes é dona de dois cinturões no UFC. Foto: Reprodução/Instagram

Caso supere Megan Anderson neste sábado (6), pelo UFC 259, Amanda Nunes dará mais um passo para ser eternizada como a melhor lutadora de todos os tempos. Além da oportunidade de se manter no topo do peso pena (até 65,7kg.), o confronto contra a australiana pode encerrar o ciclo da categoria dentro do Ultimate. Em entrevista ao ‘BTSport’, a baiana falou sobre o assunto e não se mostrou contrária à ideia.

Veja Também

“Acho que, depois dessa luta (contra Anderson), o UFC deveria pensar sobre o que eles gostariam de fazer com a divisão, porque eu tenho o cinturão. O título será meu para sempre. Esse grupo tem que se ‘aposentar’ com a cinta sendo minha”, disse a lutadora.

Embora o título na divisão dos penas seja um adicional à brilhante carreira da brasileira, já que a baiana ostenta dois títulos em divisões diferentes, Amanda deixará a decisão nas mãos do UFC. Para a combatente, não seria problema seguir atuando apenas como peso galo (até 61,2kg.).

“O que eles quiserem fazer com a categoria, estou de acordo”, finalizou.

Nunes conquistou o cinturão do grupo até 65,7kg. em 2018. Na ocasião, a ‘Leoa’ chocou o mundo ao bater Cris Cyborg com um nocaute brutal no primeiro round. Após atropelar a compatriota, Amanda defendeu o título da categoria uma vez, em 2019, contra Felicia Spencer.

Podcast SUPER LUTAS: Qual o futuro de McGregor após o UFC 264?

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments