Dana critica funcionário que 'permitiu' empurrão em encarada, que levou ao cancelamento de luta | SUPER LUTAS

Dana critica funcionário que ‘permitiu’ empurrão em encarada, que levou ao cancelamento de luta

Atuando no lugar de White no UFC Las Vegas 24, Sean Shelby não é poupado por ‘chefão’; na ocasião, Drakkar Klose acabou se lesionando e deixou o embate

D. White em coletiva pelo UFC. Foto: Reprodução/YouTube UFC

Ausente nas pesagens oficiais para o UFC Las Vegas 24, realizadas na última sexta-feira (16), Dana White não gostou nada da atuação de seu substituto, Sean Shelby, no evento. Irritado com o incidente que levou ao cancelamento da luta co-principal, o mandatário disparou contra o funcionário, que permitiu um empurrão de Jeremy Stephens em Drakkar Klose. Após a ação, Klose acabou se lesionando e deixou o espetáculo.

Veja Também

“Existe uma regra. É por isso que estamos lá. Sean Shelby falhou nessa. Ele e eu vemos as coisas de maneira diferente. Eu vi o que aconteceu nas redes sociais e liguei para ele imediatamente. (…) Falei: ‘o que passou na sua cabeça? Ele (Stephens) estava nervoso e era o Jeremy Stephens. Ele é um selvagem”, disparou White, em entrevista à TSN.

Principal responsável por mediar as encaradas entre os atletas, Dana foi além nas críticas a Sean. Para o mandatário, o que aconteceu é inaceitável dentro do Ultimate, que reforçou o descontentamento com a postura do funcionário.

“Nós não estamos lá para aparecer bem nas fotos. Estamos lá para impedir que esse tipo de coisa aconteça”, afirmou.

O confronto entre Jeremy e Klose marcaria a luta co-principal da noite. Horas antes do evento, no entanto, Drakkar usou as redes sociais para confirmar sua ausência no espetáculo. Segundo o peso leve (até 70,3kg.), seu corpo não respondeu bem à situação. O atleta admitiu ter sofrido com dormência nas mãos, dor no pescoço e, após ser avaliado pelos médicos do Ultimate, acabou, em consenso, aceitando ser retirado do evento.

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments